Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/898374
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFRANÇA-NETO, J. B.por
dc.contributor.authorCARRÃO-PANIZZI, M. C.por
dc.contributor.authorKRZYZANOWSKI, F. C.por
dc.contributor.authorHENNING, A. A.por
dc.contributor.authorMANDARINO, J. M. G.por
dc.contributor.otherJOSE DE BARROS FRANCA NETO, CNPSO; MERCEDES CONCORDIA CARRAO PANIZZI, CNPSo; FRANCISCO CARLOS KRZYZANOWSKI, CNPSO; ADEMIR ASSIS HENNING, CNPSO; JOSE MARCOS GONTIJO MANDARINO, CNPSO.por
dc.date.accessioned2011-08-19T11:11:11Zpor
dc.date.accessioned2011-08-19T11:11:11Zpor
dc.date.available2011-08-19T11:11:11Zpor
dc.date.available2011-08-19T11:11:11Zpor
dc.date.created2011-08-19por
dc.date.issued2011por
dc.identifier.other32252por
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/898374por
dc.descriptionO trabalho estudou a expressão das isoflavonas em sementes de soja, sujeitas ao retardamento de colheita (RC). Plantas de ?Doko?, ?BR 36?, ?Davis? e de ?BR83-147? foram colhidas em cinco épocas, sob condições de Londrina: R7; R7+10 d; R7+17 d; R7+24 d; e R7+31 d. Esses genótipos foram escolhidos por apresentarem qualidades de sementes distintas: ?Doko? e ?BR83-147? apresentam boa qualidade e ?Davis? e ?BR 36?, baixa qualidade. As concentrações de isoflavonas foram determinadas por HPLC. Para ?Davis? e ?BR 36?, as concentrações de daidzina, genistina, malonil daidzina, malonil genistina, daidzeina, genisteina, isoflavonas totais e agliconas totais permaneceram inalteradas com o RC. Já, os genótipos BR83-147 e Doko apresentaram alterações significativas nas concentrações de algumas dessas isoflavonas. A ?BR83-147? apresentou aumentos das isoflavonas totais com o RC, devido aos aumentos nas concentrações de genistina e malonil genistina. Por outro lado, sementes de ?Doko? tiveram as concentrações de isoflavonas totais reduzidas com o RC, devido às reduções nas concentrações de malonil diadzina e malonil genistina. Para ?Doko?, as concentrações das agliconas totais (daidzeina e genisteina) aumentaram significativamente com o RC, o que não ocorreu em sementes de ?BR83-147?. Tais formas de isoflavonas têm capacidade antioxidativa e o aumento de suas concentrações deve estar agindo na preservação da qualidade de sementes, quando expostas às condições de RC. Sementes de ?Doko? apresentaram maiores concentrações de isoflavonas totais que as demais, sendo que tal cultivar é considerada como a de melhor qualidade de sementes no Brasil. Estes dados sugerem que tais concentrações mais elevadas desses compostos permitem a formação de teores maiores de agliconas, o que pode estar conferindo maior resistência à deterioração e melhor qualidade de sementes.por
dc.description.uribitstream/item/40200/1/800-2.pdfpor
dc.languagept_BRpor
dc.language.isoporpor
dc.publisherInformativo ABRATES, Londrina, v. 21, n. 2, ago. 2011. CD-ROM. Edição dos Anais do XVII Congresso Brasileiro de Sementes., Natal, ago. 2011.por
dc.relation.ispartofEmbrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)por
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleVariação nas concentrações de isoflavonas em sementes de soja sujeitas ao retardamento de colheita.por
dc.typeResumo em anais de congresso (ALICE)por
dc.date.updated2011-08-29T11:11:11Zpor
dc.subject.thesagroSojapor
dc.subject.thesagroSementepor
dc.subject.thesagroQualidadepor
dc.subject.nalthesaurusSoybeanspor
dc.subject.nalthesaurusSeed qualitypor
dc.ainfo.id898374por
dc.ainfo.lastupdate2011-08-29por
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
8002.pdf67,52 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace