Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/898940
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2011
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: LOPES, V. da S.
TARDIN, F. D.
ALMEIDA FILHO, J. E. de
CARVALHO JÚNIOR, G. A. de
Additional Information: FLAVIO DESSAUNE TARDIN, CNPMS.
Title: Análise da estabilidade de híbridos de sorgo granífero para rendimento de grãos na safrinha.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011.
Language: pt_BR
Description: A interação GA freqüentemente observada para o caráter produtividade de grãos em sorgo granífero sugere a análise da estabilidade. Nesse sentido o objetivo do trabalho foi analisar a estabilidade de 25 híbridos de sorgo granífero avaliados em sete ambientes pela análise de Yates e Cochran (1938) que preconizam estabilidade pela não variação de rendimento diante das variações ambientais e as análises de Plaisted e Peterson (1959) e Wricke (1965) que preconizam a estabilidade pela variação coerente com a melhoria ambiental. Pela análise de Yates e Cochran (1938) apenas um indivíduo foi considerado estável, porém este apresentou baixa média de rendimento de grãos, já pelas metodologias de Plaisted e Peterson (1959) e Wricke (1965) dois híbridos se destacaram, o 0307689 pela alta estabilidade associada a uma alta média de rendimento de grãos, sendo um indicativo de adaptabilidade geral desse material e o híbrido 0307671 que apresentou grande contribuição para interação GA e média geral alta, sendo um indicativo de adaptabilidade específica. Pela correlação de Sperman foi observado que as metodologias de Plaisted e Peterson (1959) e Wricke (1965) ordenaram os híbridos de forma igual, com isso o uso simultâneo dessas análises é redundante, mas o uso de uma delas é interessante, apesar da divergência de filosofia. Os métodos de Plaisted e Peterson (1959) e Wricke (1965) foram parcialmente concordantes com o método de Yates e Cochran (1938), devido a sua correlação estatisticamente superior a zero, porém de baixa magnitude. Nenhuma metodologia se correlacionou com a média de produção de grãos, mostrando que a seleção não pode ser realizada exclusivamente pelos métodos de estabilidade, uma vez que espera-se encontrar indivíduos produtivos estáveis e outros instáveis, tanto em uma quanto na outra filosofia de estabilidade. Devido aos resultados e filosofia das metodologias de estabilidade, o uso da avaliação de produtividade simultaneamente com o método de Plaisted e Peterson (1959) ou Wricke (1965) se mostrou a melhor estratégia de seleção de híbridos superiores.
Thesagro: Sorgo
Melhoramento genético vegetal
Data Created: 2011-08-26
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Analiseestabilidade.pdf50,05 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace