Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/906860
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorDEUNER, C. C.pt_BR
dc.contributor.authorSOUZA, R. M. dept_BR
dc.contributor.authorISHIDA, A. K. N.pt_BR
dc.contributor.authorZACARONI, A. B.pt_BR
dc.contributor.authorPINHO, E. V. de R. vonpt_BR
dc.contributor.authorMACHADO, J. da C.pt_BR
dc.contributor.authorCAMERA, J. N.pt_BR
dc.date.accessioned2011-11-23T11:11:11Zpt_BR
dc.date.accessioned2011-11-23T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-11-23T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-11-23T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2011-11-23pt_BR
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.citationRevista Brasileira de Sementes, v. 33, n. 1, p. 9-20, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/906860pt_BR
dc.descriptionNeste estudo foi testada a técnica de condicionamento fisiológico em meio agarizado para inoculação de Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens (Cff) em sementes de feijão. Na primeira etapa, avaliou-se o comportamento das sementes de feijão cultivar Pérola, durante o pré-condicionamento osmótico em substrato agarizado com restrição hídrica. Os tratamentos consistiram em expor, por diferentes períodos de tempo, sementes de feijão desinfestadas a quatro níveis de restrição hídrica do meio 523 (-0,55, -0,75, -0,95 e -1,15 MPa), com o uso de quatro substratos (meio 523, meio 523+KCl, meio 523+manitol e meio 523+sacarose). Como testemunha, utilizou-se o meio 523 sem restrição hídrica (-0,55 MPa). Decorridos os respectivos tempos, avaliou-se a percentagem de sementes com protrusão radicular e, posteriormente, o teor de água, a germinação e os padrões enzimáticos das sementes. Na segunda etapa do estudo, avaliou-se o crescimento de quatro isolados de Cff (Cff DF - Feij-2936, Cff PR - 12768, Cff SC - Feij-2928 e Cff SP - Feij-2634) em substrato agarizado com restrição hídrica. Os tratamentos da terceira etapa foram definidos com base na primeira etapa, em que o melhor tratamento foi o meio 523 com manitol no potencial hídrico de -0,95 MPa e com 48 horas de exposição das sementes no meio agarizado. Na segunda etapa, verificou-se que o isolado de Cff SC (Feij-2928), proveniente do estado de Santa Catarina, apresentou o melhor crescimento no substrato e no potencial hídrico definido na primeira etapa. Portanto, foi possível a inoculação artificial de sementes de feijão com Cff por meio da técnica de condicionamento fisiológico em substrato agarizado, sem o comprometimento de sua qualidade fisiológica.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectPhaseolus vulgaris Lpt_BR
dc.subjectMurcha-de-curtobacteriumpt_BR
dc.subjectRestrição hídricapt_BR
dc.titleInoculação de Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens em sementes de feijão por meio da técnica de condicionamento fisiológico.pt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.date.updated2015-04-08T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroFeijãopt_BR
riaa.ainfo.id906860pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2015-04-08pt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222011000100001pt_BR
dc.contributor.institutionCAROLINA CARDOSO DEUNER, UPF; RICARDO MAGELA DE SOUZA, UFLA; ALESSANDRA KEIKO NAKASONE ISHIDA, CPATU; ANA BEATRIZ ZACARONI, UFLA; EDILA VILELA DE RESENDE VON PINHO, UFLA; JOSÉ DA CRUZ MACHADO, UFLA; JULIANE NICOLODI CAMERA, MESTRANDA UPF.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
01.pdf1,07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace