Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/918573
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2011
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: DELAMUTA, J. R. M.
RIBEIRO, R. A.
MENNA, P.
HUNGRIA, M.
Additional Information: JAKELINE RENATA MARÇON DELAMUTA, CNPSO - UEL; RENAN AUGUSTO RIBEIRO, CNPSO; PÂMELA MENNA, CNPSo; MARIANGELA HUNGRIA DA CUNHA, CNPSO.
Title: Taxonomia e filogenia de estirpes de Bradyrhizobium com base na metodologia de MLSA (Multilocus Sequence Analysis).
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBILOGIA, 26.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE BACTÉRIAS LÁTICAS; ENCONTRO NACIONAL DE PROFESSORES DE MICROBIOLOGIA; SIMPÓSIO DE COLEÇÕES DE CULTURAS, 4., 2011, Foz do Iguaçu. Anais... São Paulo: SBM, 2011.
Language: pt_BR
Notes: Resumo, 789-1.
Description: O gênero Bradyrhizobium compreende um grupo diverso de bactérias com capacidade de estabelecer simbiose com plantas da família Leguminosae. Estudos com Bradyrhizobium têm demonstrado diversidade genética elevada, principalmente com estirpes isoladas em regiões tropicais. A análise do gene ribossomal 16S (16S RNAr) tem sido a principal ferramenta utilizada em estudos de diversidade, taxonomia e filogenia bacteriana, mas devido ao alto nível de conservação da sequência nucleotídica deste gene, as informações obtidas podem limitar a determinação de novas espécies, como é o caso do gênero Bradyrhizobium. Desse modo, a metodologia de MLSA (Multilocus Sequence Analysis) tem sido recentemente proposta como uma ferramenta complementar em estudos de filogenia e taxonomia, bem como de diversidade em procariotos. Estudos prévios com as estirpes de Bradyrhizobium utilizadas neste trabalho levantaram a hipótese de existência de novas espécies. Utilizando a metodologia de MLSA, o objetivo do presente trabalho foi elucidar as relações filogenéticas de 12 estirpes de Bradyrhizobium e, assim, determinar com maior precisão sua posição taxonômica. Além do gene 16S RNAr, outros cinco genes housekeeping foram utilizados (atpD, glnII, gyrB, recA e rpoB). A árvore filogenética resultante da análise do MLSA dividiu as estirpes em dois grandes grupos, detectando subgrupos bem definidos e dando maior suporte à descrição de novas espécies. O primeiro grande grupo incluiu as estirpes tipo de B. japonicum, B. liaoningense, B. yuanmingense, B. betae e B. canariense e o segundo grande grupo incluiu a estirpe tipo de B. elkanii USDA 76T. Uma grande diversidade foi observada na árvore filogenética do gene atpD, com a formação de um terceiro grande grupo formado por quatro estirpes e as estirpes tipo de B. betae LMG 21987T e B. liaoningense LMG 18230T. Os resultados obtidos demonstram uma diversidade genética elevada entre as estirpes do gênero Bradyrhizobium utilizadas em inoculantes comerciais para diversas leguminosas no Brasil, confirmando a existência de possíveis novas espécies. A técnica de MLSA também demonstrou ser um método rápido e eficaz em estudos de filogenia e taxonomia de Bradyrhizobium.
Thesagro: Microbiologia.
Data Created: 2012-03-13
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
taxonomia.pdf14,59 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace