Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/923007
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCUNHA, T. J. F.pt_BR
dc.contributor.authorSA, I. B.pt_BR
dc.contributor.authorOLIVEIRA NETO, M. B. dept_BR
dc.contributor.authorTAURA, T. A.pt_BR
dc.contributor.authorARAUJO FILHO, J. C. dept_BR
dc.contributor.authorGIONGO, V.pt_BR
dc.contributor.authorSILVA, M. S. L. dapt_BR
dc.contributor.authorDRUMOND, M. A.pt_BR
dc.contributor.otherTONY JARBAS FERREIRA CUNHA, CPATSA; IEDO BEZERRA SA, CPATSA; MANOEL BATISTA DE OLIVEIRA NETO, CNPS; TATIANA AYAKO TAURA, CPATSA; JOSE COELHO DE ARAUJO FILHO, CNPS; VANDERLISE GIONGO, CPATSA; MARIA SONIA LOPES DA SILVA, CNPS; MARCOS ANTONIO DRUMOND, CPATSA.pt_BR
dc.date.accessioned2012-04-25T11:11:11Zpt_BR
dc.date.accessioned2012-04-25T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2012-04-25T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2012-04-25T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2012-04-25pt_BR
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.other47349pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/923007pt_BR
dc.descriptionA paisagem do Submédio do Vale do São Francisco tem, ao longo dos anos, passado por constantes alterações devido às atividades antrópicas, onde a vegetação original da Caatinga hiperxerófila foi gradativamente sendo eliminada pelo processo extrativista e parte cedendo espaço ao processo de uso agrícola. Dessa maneira, muitas áreas sem aptidão ou de aptidão restrita para o uso agrícola são cultivadas, aumentando o risco de degradação pelo efeito da erosão que atinge, inclusive, a vegetação ciliar. A recuperação desta vegetação é um grande desafio, haja vista as dificuldades de conciliar a garantia do sustento das famílias ribeirinhas e de torná-las parte integrante deste processo de reconstituiçãrrro da mata ciliar. O objetivo geral deste estudo foi avaliar o uso e ocupação dos solos e integrar e fortalecer estudos ambientais para a preservação da vegetação ciliar. Também visou contribuir com a recuperação de áreas degradadas, florestamento, reflorestamento e ecossistemas agrossilviculturais, encaminhados ao Programa de Revitalização da Bacia do Rio São Francisco, para os municípios de Curaçá no Estado da Bahia. Inicialmente foram realizados estudos básicos que indicaram o município de Curaçá apresentou a maior percentagem de áreas degradadas (13,21%). As áreas com vegetação de Caatinga arbustiva se destacam na maior parte do município estudado. De um modo geral, pode-se dizer que no município, praticamente toda a vegetação ciliar foi retirada e que a grande maioria dos solos relacionados aos sedimentos fluviais encontra-se em via ou com elevado grau de salinização e degradação.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/58269/1/Tony-2011.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRevista Brasileira de Geografia Física, Recife, v. 4, n. 6, p. 1197-1212, 2011.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Semiárido - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectZona ripáriapt_BR
dc.subjectEstudos edafo-ambientaispt_BR
dc.subjectRecuperação da mata ciliarpt_BR
dc.subjectÁreas degradadaspt_BR
dc.subjectPreservação ambientalpt_BR
dc.subjectCódigo florestalpt_BR
dc.subjectCaatinga hiperxerófilapt_BR
dc.subjectPlanta nativa.pt_BR
dc.titleUso atual e quantificação de áreas degradadas na margem direita do Rio São Francisco no município de Curaçá-BA.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2016-04-14T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroSolopt_BR
dc.subject.thesagroVegetaçãopt_BR
dc.subject.thesagroReflorestamentopt_BR
dc.subject.thesagroFlorestamentopt_BR
dc.subject.thesagroMata Ciliar.pt_BR
dc.subject.nalthesaurusVegetationpt_BR
dc.subject.nalthesaurusSoil degradationpt_BR
dc.subject.nalthesaurusEnvironmental degradationpt_BR
dc.ainfo.id923007pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2016-04-14pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tony2011.pdf776,99 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace