Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/936098
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAZEVEDO FILHO, J. A.pt_BR
dc.contributor.authorLUCON, C. M. M.pt_BR
dc.contributor.authorDUARTE, L. M. L.pt_BR
dc.contributor.authorCHAVES, A. L. R.pt_BR
dc.contributor.authorDONADELLI, A.pt_BR
dc.contributor.authorALEXANDRE, M. A. V.pt_BR
dc.contributor.authorKANO, C.pt_BR
dc.date.accessioned2015-03-26T06:38:44Z-
dc.date.available2015-03-26T06:38:44Z-
dc.date.created2012-10-09pt_BR
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.citationRevista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 13, especial, p. 612-618, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/936098pt_BR
dc.descriptionObjetivou-se com esse trabalho avaliar o efeito de extratos foliares de primavera(Bougainvillea spetabilis L.) e maravilha (Mirabilis jalapa L.) e de Trichoderma spp., isoladamente ou em combinação, no manejo de viroses e na produção de alface. Os ensaios foram conduzidos em área de produção de hortaliças folhosas no município de Pinhalzinho/SP. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com dez tratamentos comparados com controle químico convencional. Foram observadas reduções de 18% e 32% na população de bactérias da rizosfera nas plantas de alface tratadas com o isolado IB18/22 e extrato de primavera + isolados de Trichoderma spp., respectivamente. Verificou-se que o extrato de maravilha estimulou o aumento do número de UFC/g da população de fungos. Entretanto, não houve diferença significativa na massa fresca da parte aérea e, apesar da pressão de inóculo e da alta densidade populacional de insetos vetores de vírus no local, não foi constatada a ocorrência de viroses, com exceção do espessamento de nervuras, que ocorreu em menor número em plantas tratadas, comparadas as do controle. Economicamente, houve 27,8% de lucratividade e margem bruta de 38,5%, indicando a viabilidade do uso de ferramentas de base ecológica no cultivo de alface. Além disso, os produtos usados são de fácil aquisição, seguros em termos de aplicação, meio ambiente e para o consumidor.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectLactuca sativa Lpt_BR
dc.subjectAntiviralpt_BR
dc.subjectFitovirosespt_BR
dc.titleEfeito da aplicação de maravilha (Mirabilis jalapa L.), primavera (Bougainvillea spectabilis L.) e isolados de Trichoderma na produção de alface.pt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.date.updated2015-03-26T06:38:44Zpt_BR
dc.subject.thesagroControle Biológicopt_BR
dc.subject.thesagroPlanta Medicinalpt_BR
riaa.ainfo.id936098pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2015-03-25pt_BR
dc.contributor.institutionCRISTIAINI KANO, CPAA.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPAA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KANOefeitodaaplicacaodemaravilhaprimavera.pdf298,87 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace