Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/940475
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2012
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: BORTOLOTTO, O. C.
BUENO, A. de F.
SILVA, G. V.
POMARI, A. F.
FRUGERI, A. P.
BARBOSA, G. C.
Additional Information: ORCIAL C. BORTOLOTTO, UFPR; ADENEY DE FREITAS BUENO, CNPSO; GABRIELA V. SILVA, UFPR; ALINE F. POMARI, USP; ANA P. FRUGERI, FAFICP; GUSTAVO C. BARBOSA, UNIFIL.
Title: Influência da temperatura sobre os aspectos biológicos de Spodoptera eridania (Lepidoptera: Noctuidae).
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 24., 2012, Curitiba. SEB-40 anos de avanços da Ciência Entomológica Brasileira: anais. [Curitiba]: SEB, 2012. Disponível em: <http://www.cbe2012.com.br/_apps/anais_web/trabalhos_selecionar.php>.
Language: pt_BR
Keywords: Lagartas
Description: O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da temperatura sobre os aspectos biológicos de Spodoptera eridania (Lepidotera: Noctuidae). O estudo foi realizado em condições de laboratório, na Embrapa Soja, Londrina, Paraná. Os tratamentos utilizados foram cinco temperaturas constantes (25ºC, 28ºC, 31ºC, 34ºC e 37ºC) em câmaras climatizadas mantidas sob condições controladas (UR 60±10% e fotoperíodo de 14:10h). Foram utilizadas 100 lagartas neonatas por temperatura, sendo cada repetição constituída por 20 indivíduos. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualisado. Os parâmetros avaliados foram a longevidade (dias) e taxa de sobrevivência larval (%)e peso de pupa (g). Foi realizada a análise de variância e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade de erro. No geral, o incremento da temperatura reduziu o período larval na faixa entre 25 e 31°C, variando entre 22,36 e 18,97 dias, respectivamente. A partir de 34°C os indivíduos de S. eridania não completaram a fase jovem e desenvolveram-se apenas até o quarto instar. A faixa ótima para o desenvolvimento larval ocorreu entre 25 a 28°C, quando a viabilidade foi de 81 e 82%, respectivamente, enquanto a 31°C foi de apenas 48%. O peso médio de pupas (g) foi superior a 25°C (0,33a), diferindo de 28°C (0,28b) e 31°C (0,27b). Em suma, este estudo demonstra que a fase larval e pupal de S. eridania são favorecidas nas temperaturas entre 25 e 28°C, e estudos complementares com avaliação dos parâmetros da fase adulta devem ser realizados para estabelecer a faixa de temperatura favorável durante todo o ciclo de vida desse inseto.
Data Created: 2012-11-26
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
17322.pdf74,07 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace