Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/946077
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2012
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: FERREIRA, V. C. D.
SANTOS, A. O.
SILVA, A. A. de A.
MIRANDA, M. de S.
NASCIMENTO, T. V. C. do
VOLTOLINI, T. V.
CORDEIRO, M. F.
LOPES JÚNIOR, E. S.
Additional Information: VINÍCIA CARVALHO DOURADO FERREIRA; ADRIANO OLIVEIRA SANTOS; ANA ARLETE DE AMORIM SILVA; MAYARA DE SOUZA MIRANDA; THIAGO VINÍCIUS COSTA DO NASCIMENTO; TADEU VINHAS VOLTOLINI, CPATSA; MABEL FREITAS CORDEIRO; EDILSON SOARES LOPES JÚNIOR.
Title: Efeito da vitamina E e de selênio sobre a resposta ovariana e dilatação cervical de ovelhas Santa Inês submetidas à sincronização do estro e inseminação artificial.
Publisher: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 7.; JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACEPE/UNIVASF, 1., 2012, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2012.
Pages: p. 439-443
Series/Report no.: (Embrapa Semiárido. Documentos, 248).
Language: pt_BR
Description: objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da administração de vitamina E (vit. E), selênio (Se) e, ainda, da associação desses sobre a resposta ovariana e de dilatação cervical de ovelhas submetidas à sincronização do estro e inseminação artificial. Foram utilizadas 28 ovelhas da raça Santa Inês, distribuídas em quatro grupos (vit. E = G1; Se = G2; vit. E + Se = G3 e solução fisiológica = G4 ou grupo controle). Todas as fêmeas passaram por um tratamento de sincronização do estro de 12 dias de impregnação progesterônica, sendo inseminadas de 16 a 20 horas após começar o estro, por via transcervical. O intervalo entre a retirada do dispositivo e o início do estro, no G1 foi de 30,86 ± 7,56 h, no G2, 31,43 ± 4,28 h, no G3, de 29,71 ± 4,54 h e no G4, de 28,57 ± 3,60 h, não havendo diferença estatística entre os tratamentos (P<0,05). Na profundidade cervical da inseminação artificial transcervical, não houve diferença estatística. No G2 as inseminações foram todas intrauterinas. A administração da vit. E, do Se e da associação de ambos não influenciou a resposta estral e dilatação cervical nessas ovelhas.
Thesagro: Ovino
Inseminação Artificial
Ovinocultura
Ovelha
Vitamina E.
NAL Thesaurus: cervix.
Data Created: 2013-01-23
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
edilsonsoares.pdf49,97 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace