Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/952877
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Soja - Tese/dissertação (ALICE)
Issue Date: 2013
Type of Material: Tese/dissertação (ALICE)
Authors: CEREZINI, P.
Additional Information: PAULA CEREZINI, UEL - Mestranda.
Title: Efeito da restrição hídrica na fixação biológica de nitrogênio em soja.
Publisher: 2013.
Pages: 53 p.
Language: pt_BR
Notes: Dissertação (Mestrado em Microbiologia) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina.
Keywords: Fixação biológica de nitrogênio.
Description: A fixação biológica de nitrogênio (FBN) é indispensável para a viabilidade econômica e ambiental da cultura da soja, mas estresses ambientais como a seca, prejudicam a cultura e a FBN. Neste trabalho, avaliaram-se efeitos da restrição hídrica em parâmetros relacionados à FBN e desenvolvimento das plantas em genótipos de soja que apresentam FBN com diferentes níveis de tolerância à seca. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado em arranjo fatorial 5 × 2, com 7 repetições. Empregaram-se os genótipos R01-581F, R01-416F, R02-1325, com capacidade de manter a FBN sob restrição hídrica, e os suscetíveis CD 215 e BRS 317, em combinação com suprimento adequado de água (70% da capacidade de campo - CC), ou restrição hídrica (30% CC) entre 45 e 55 dias após a emergência. Apenas o genótipo R01-581F não apresentou diminuição da fotossíntese sob restrição hídrica, com médias de 15,07 e 17,31 µmol CO2 m-2 s-1, na condição de 30 e 70% CC, respectivamente. Além disso, apresentou maior taxa transpiratória (3,67 mmol H2O m-2 s-1) e concentração intercelular de CO2 (253 µmol CO2 mol-1), em relação aos demais genótipos, que variaram suas taxas transpiratórias de 1,78 a 2,34 mmol H2O m-2 s-1, e a concentração intercelular de CO2 de 185 a 236 µmol CO2 mol-1, quando submetidos à restrição hídrica. Todos os genótipos apresentaram redução no teor de clorofila a 30% CC, com variação entre 18,46 e 21,34 µg cm-2, porém, menos intensa nos genótipos tolerantes R01-581F (de 22,03 para 20,96 µg cm-2) e R02-1325 (de 22,43 para 21,34 µg cm-2). À exceção do genótipo R01-416F, todos apresentaram redução da massa de nódulos secos a 30% CC, sendo que, nessa mesma condição, todos tiveram diminuição do número de nódulos, de 329 para 243. A massa da parte aérea (PA) seca diminuiu (de 28,3 para 22,7 g), enquanto a massa de raízes secas aumentou (de 7,32 para 8,24 g) sob estresse hídrico. Os maiores teores de macro e micronutrientes na PA foram observados nos genótipos R01-581F, R01-416F e R02-1325, independente da condição hídrica, sendo que o genótipo R01-581F apresentou o maior teor de N, sob restrição hídrica, com 32,0 e 33,5 g kg-1 na condição de 30 e 70% CC, respectivamente. Na condição de 30% CC, o genótipo R01-416F aumentou a concentração de açúcares solúveis totais (AST) na PA (de 118 para 168 mg g-1); os genótipos R01-581F e R02-1325 não foram afetados, enquanto CD 215 e BRS 317 tiveram redução, de 171,9 para 121,9 mg g-1 e de 157,1 para 108,5 mg g-1, respectivamente. Todos os genótipos tiveram aumento de AST nos nódulos quando submetidos à restrição hídrica (de 108 para 233 mg kg-1), assim como o teor de ureídos nas folhas (de 4,05 para 5,54 µmol g-1), pecíolos (de 6,05 para 8,70 µmol g-1) e nódulos (de 8,83 para 22,05 µmol g-1) também aumentaram. A restrição hídrica afetou a maioria das variáveis analisadas, sendo que os genótipos considerados tolerantes demonstraram melhor desempenho nessa condição em relação aos genótipos suscetíveis, sugerindo maior proteção da FBN e melhor ajuste fisiológico sob seca.
Thesagro: Soja.
Year: 2013-03-13
Appears in Collections:Tese/dissertação (CNPSO)

Files in This Item:
File SizeFormat 
CereziniPaulaMe2013.pdf554,5 kBAdobe PDFView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace