Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/955768
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Uva e Vinho - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2012
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: LIMA, C. S. M.
GALARÇA, S. P.
BETEMPS, D. L.
RUFATO, A. de R.
RUFATO, L.
Additional Information: CLÁUDIA SIMONE MADRUGA LIMA, UFPEL; SIMONE PADILHA GALARÇA, UFPEL; DÉBORA LEITZKE BETEMPS, UFPEL; ANDREA DE ROSSI RUFATO, CNPUV; LEO RUFATO, UDESC.
Title: Avaliação física, química e fitoquímica de frutos de Physalis, ao longo do período de colheita.
Publisher: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 34, n. 4, p. 1004-1012, dez. 2012.
Language: pt_BR
Keywords: Transplantio
Avaliação física
Avaliação química
Physalis spp.
Description: Physalis peruviana L. é uma espécie que vem sendo incorporada em plantios de pequenas frutas. Esta frutífera é tratada como anual, e o principal método de propagação é por sementes. Seu cultivo apresenta uma dinâmica de colheita diferenciada, com duração do período de colheita superior a três meses. Acredita-se que, devido ao extenso período de colheita, associado a diferentes épocas de semeadura, irão ocorrer variações nas características dos frutos. O objetivo deste trabalho foi avaliar as características físicas, químicas e fitoquímicas de frutos de Physalis peruviana ao longo do período de colheita, em função de duas épocas de plantio. O experimento foi realizado no período de 2007/2008. A semeadura foi realizada em duas épocas (04-09-2007 e 26-11-2007), e o transplante foi realizado quando as plantas estavam no estádio de duas folhas verdadeiras. Os frutos foram colhidos aos 120; 150; 180; 210 e 240 dias após o transplante e avaliados quanto à massa total e a coloração da epiderme, assim como quanto aos seus teores de sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), fenóis e de carotenoides totais, razão SS/AT e atividade antioxidante. Os frutos de Physalis apresentaram variações físicas, químicas e fitoquímicas ao longo do período de colheita, para as duas datas de semeadura. O desenvolvimento das plantas, após o transplantio, levou a acréscimo nos valores de massa, nos teores de sólidos solúveis, fenóis e carotenoides, assim como na razão SS/AT. Na coloração e na atividade antioxidante, os maiores valores foram obtidos na primeira colheita (120 dias). A semeadura realizada em setembro proporcionou a obtenção de frutos com melhor qualidade.
Thesagro: Fruticultura
Colheita
Semeadura.
Data Created: 2013-04-12
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPUV)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LIMARevBrasFrutiv34n4p10042012.pdf348,31 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace