Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/971775
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Territorial - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2013
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: LONG, R. M.
GREGO, C. R.
VICENTE, L. E.
FRANCESCHINI, M. H. D.
SATO, M. V.
Additional Information: RAQUEL M. LONG, BOLSISTA CNPM; CELIA REGINA GREGO, CNPM; LUIZ EDUARDO VICENTE, CNPM; MARSTON H. D. FRANCESCHINI, USP; MARCUS V. SATO, USP.
Title: Análise geoestatística da granulometria do solo como suporte na montagem de biblioteca espectral em área de pastagem.
Publisher: In: CONGRESSO INTERINSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 7., 2013, Campinas, SP. Anais... Campinas: IAC, 2013.
Pages: 8 p.
Language: pt_BR
Keywords: Variabilidade espacial
Krigagem
Atributos do solo
Mapas de isolinhas
Description: O objetivo deste trabalho foi mapear, por meio da análise geoestatística, a variabilidade espacial da granulometria do solo na área da Fazenda Experimental da Embrapa Gado de Corte em Campo Grande, MS, para contribuir como suporte na montagem de bibliotecas espectrais do solo. A primeira etapa desta pesquisa consistiu na coleta de solos (0-20 cm de profundidade) em 74 pontos de amostragem georreferenciados, para os quais foi feita análise granulométrica em laboratório e foram determinados os teores de: (I) areia (g kg-1); (II) silte (g kg-1) e (III) argila (g kg-1). Na segunda etapa, os resultados foram analisados usando estatística descritiva e geoestatística. Para a análise geoestatística, foram calculados, elaborados e ajustados os semivariogramas, para identificar a dependência espacial e permitir que os valores de cada atributo fossem interpolados por krigagem ordinária, ou seja, interpolados sem tendência e com variância mínima. Após a interpolação, foram elaborados os mapas de isolinhas dos atributos granulométricos do solo. Os resultados encontrados demonstram que houve dependência espacial para todos os atributos e as áreas mapeadas apresentam relação inversamente proporcional entre os teores de argila e areia. Além disso, a área com maior concentração de argila separou-se da área com maior teor de silte. Esses resultados permitem concluir a importância da geoestatística para a identificação da variabilidade espacial da granulometria do solo, que servirá como suporte na montagem de bibliotecas espectrais de solo, auxiliando na visualização de atributos por meio da geração de superfícies contínuas de variabilidade, trabalhando de maneira coadunada com levantamentos espectrorradiométricos pontuais.
Data Created: 2013-11-21
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPM)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RE13511.pdf296,1 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace