Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/974632
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 26-Dez-2013
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: SANTOS, G. A.
RESENDE, M. D. V. de
SILVA, L. D.
HIGA, A.
ASSIS, T. F.
Informaçães Adicionais: Gleison Augusto Santos, CMPC Celulose Rio grandense, Guaíba, Rio Grande do Sul.; MARCOS DEON VILELA DE RESENDE, CNPF; Luciana Duque Silva, Universidade de São Paulo, Campus Luiz de Queiroz, Piracicaba, São Paulo, Brasil.; Antônio Higa, Departamento de Ciências Florestais da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR.; Teotônio Francisco Assis, Assistech Tecnologia em Melhoramento, Nova Lima, Minas Gerais.
Título: Adaptabilidade de híbridos multiespécies de Eucalyptus ao estado do Rio Grande Do Sul.
Edição: 2013
Fonte/Imprenta: Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 37, n. 4, p. 759-769, 2013.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Melhoramento genético
Performance relativa
Ganhos preditos
Estabilidade
Predicted gains
Relative performance
Stability.
Conteúdo: Neste trabalho, objetivou-se estudar a adaptabilidade de híbridos multiespécies de Eucalyptus em quatro ambientes do Estado do Rio Grande do Sul. Os ensaios foram realizados nas áreas da empresa CMPC Celulose Riograndense, nos Municípios de Minas do Leão (Horto Florestal Cambará), Encruzilhada do Sul (Horto Florestal Capivara), Dom Feliciano (Horto Florestal Fortaleza) e Vila Nova do Sul (Horto Florestal São João). No ano 2007 foi implantada uma rede de testes clonais com 146 clones de Eucalyptus, pertencentes a 34 diferentes espécies e, ou híbridos, em delineamento de blocos ao acaso com 30 repetições e uma planta por parcela (Single Tree Plot). Aos 3 anos de idade, foram mensurados o diâmetro à altura do peito (dap) e a altura total (Ht) das árvores dos experimentos. O incremento médio anual (IMA) foi calculado de acordo com o volume individual por clone e o estande de plantas no hectare na idade de avaliação do teste clonal. Concluiu-se que em um programa de melhoramento do eucalipto a análise simultânea de produtividade, estabilidade e adaptabilidade deve ser preferida em relação ao simples ordenamento de valores genotípicos. Na seleção simultânea, destacaram-se entre os melhores materiais genéticos do ordenamento, híbridos do tipo ?three-way cross?, formados por três diferentes espécies de Eucalyptus. Os híbridos mais promissores para a geração de clones superiores foram E. urophylla x (E. camaldulensis x E. grandis), E. grandis x (E. urophylla x E. grandis), E. saligna x (E. grandis x E. urophylla) e E. grandis x E. kirtoniana (E. robusta x E. tereticornis) e E. grandis x E. urophylla.
Thesagro: Clone
Eucalipto.
NAL Thesaurus: Eucalyptus
plant breeding.
Ano de Publicação: 2013
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013M.DeonRAAdaptabilidade.pdf232,9 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace