Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/976017
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2013
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: ANDRADE, J. P. de
LOPES FILHO, W. R. L.
ALMEIDA, R. H. C.
KATO, O. R.
MATOS, L. M. S. de
AZEVEDO, C. M. B. C. de
MATOS, G. B. de
FERREIRA, J. H. O.
Additional Information: ANDRADE, Josiele Pantoja de, UFRA; LOPES FILHO, Wagner Romulo Lima, UFRA; Ruth Helena Cristo ALMEIDA, UFRA; OSVALDO RYOHEI KATO, CPATU; LUCILDA MARIA SOUSA DE MATOS, CPATU; CELIA MARIA BRAGA C DE AZEVEDO, CPATU; GRIMOALDO BANDEIRA DE MATOS, CPATU; Josie Helen Oliveira FERREIRA, Fundação Amazônia Paraense.
Title: Metodologias participativas na compreensão do capital social em comunidades rurais no Nordeste paraense.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS, 9., 2013, Ilhéus. Políticas públicas, educação e formação em sistemas agroflorestais na construção de paisagens sustentáveis: anais. Ilhéus: SBSAF, 2013.
Language: pt_BR
Keywords: Capital social
Metodologia participativa
Atores institucionais
Comunidades rurais
Igarapé Açu
Description: É essencial o estudo mais aprofundado das varáveis sociais que circundam as comunidades rurais, remetendo uma abordagem multidimensional aos sistemas, cujas contribuições vão além de aspectos meramente tecnológicos ou agronômicos. O objetivo deste trabalho é analisar a utilização de metodologias participativas, como forma de compreender os processos das relações das comunidades parceiras ao projeto Tipitamba com atores institucionais e qual a importância dessas relações para o capital social das comunidades. O estudo baseou-se na combinação de métodos participativos como oficina; diagrama de Veen; conversas com a comunidade sobre como a pesquisa seria realizada; relato das percepções dos agricultores e entrevistas as quais foram norteadas pelo Questionário Integrado para Medir Capital Social ? QI MCS, proposto por Grootaert et. al. (2003), com algumas adaptações a fim de adequá-la aos objetivos da pesquisa e a realidade das comunidades analisadas. As entrevistas semi-estruturadas permitiram analisar dados quantitativos e qualitativos a cerca das dimensões do capital social, dentre os dados quantitativos coletados nas entrevistas está à interação das associações com outros grupos ou instituições, evidenciou-se que existem associações em que o nível de interação com instituições ou grupos com objetivos semelhantes é maior e outras que essa interação é quase inexistente. O Diagrama de Venn se mostrou uma importante ferramenta para que os agricultores pudessem visualizar como estão as relações das comunidades com atores internos e externos, além disso, reconhecerem a importância destes fatores nos processos de decisão e desenvolvimento comunitário.
Data Created: 2014-01-14
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
106.pdf203,75 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace