Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/996224
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSILVA, F. F. S.pt_BR
dc.contributor.authorDANTAS, B. F.pt_BR
dc.date.accessioned2014-10-01T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2014-10-01T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2014-10-01pt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.citationScientia Plena, Aracaju, v. 10, n. 9, p. 1-7, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/996224pt_BR
dc.descriptionNa produção de mudas de essências florestais é importante definir técnicas que aprimorem/auxiliem não só na reposição de matas ciliares, mas que também leve em conta todos os aspectos ecológicos que entornam o manejo florestal, em especial da caatinga. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes substratos e luminosidade na taxa de crescimento de mudas de Sideroxylon obtusifolium de duas procedências. Após beneficiamento, duas sementes foram semeadas em cada recipiente, preenchidos com seis diferentes substratos: solo+areia, na proporção de 1:2; solo+areia, 1:1; solo+bagaço de cana, 1:1 e os substratos descritos e acrescidos de superfosfato simples farelado na proporção de 1kg para 60L de substrato. Os recipientes foram mantidos em três intensidades de sombreamento: a céu aberto (0% de sombreamento) e em telados tipo sombrite (25% e 75% de sombreamento). Foram utilizadas seis mudas (repetições) por tratamento, com esquema fatorial 2x3x6 (dois locais de colheita; três sombreamentos; seis substratos), totalizando 216 parcelas. Aos 100 dias após a semeadura foi obtida a área foliar e peso de massa seca das folhas e parte área (PMSF e PMSPA, respectivamente), área foliar específica (AFE), razão de área foliar (RAF) e razão de peso foliar (RPF). A espessura das folhas foi reduzida em mudas de Sideroxylon obtusifolium mantidas sombreadas. Tendo, consequentemente, um aparato fotossintético reduzido. As mudas de sementes coletadas na BA apesar de deterem de altos valores de PMSF e PMSPA, também propiciaram altos valores de Razão de Peso Foliar (RPF), ou seja, detém de uma maior fração de massa seca retida nas folhas e não exportada para os demais órgãospt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectSideroxylon obtusifoliumpt_BR
dc.subjectSubstratopt_BR
dc.subjectBioma Caatingapt_BR
dc.subjectQuixabeirapt_BR
dc.subjectNatural resourcept_BR
dc.titleTaxas de crescimento de mudas de quixabeira submetidas a diferentes condições de sombreamento e tipos de substratos.pt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.date.updated2014-10-01T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroRecurso naturalpt_BR
dc.subject.thesagroCaatingapt_BR
dc.subject.thesagroEspécie nativapt_BR
dc.subject.thesagroMudapt_BR
dc.subject.thesagroSementept_BR
riaa.ainfo.id996224pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2014-10-01pt_BR
dc.contributor.institutionF. F. S. SILVA, UNIVASF; BARBARA FRANCA DANTAS, CPATSA.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Barbara2014.pdf165,72 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace