Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1000370
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Uva e Vinho - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Issue Date: 2014
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: GALZER, E. C. W.
NONDILLO, A.
AZEVEDO FILHO, W. S. de
BOTTON, M.
Additional Information: MARCOS BOTTON, CNPUV.
Title: Efeito de formulações de Bacillus Thuringiensis (Berliner) aplicados em diferentes substratos alimentares sobre Grapholita Molesta (Busck) (Lepidoptera: Tortricidae).
Publisher: In: ENCONTRO DE JOVENS PESQUISADORES, 22.; MOSTRA ACADÊMICA DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA, 4., 2014, Caxias do Sul, RS. Resumos... Caxias do Sul: UCS, 2014.
Language: pt_BR
Description: Grapholita molesta (Busck, 1916) (Lepidoptera: Tortricidae) é uma das principais pragas das rosáceas de clima temperado. Neste trabalho, foi avaliado o efeito de dois produtos comerciais à base de Bacillus thuringiensis sobre lagartas neonatas (1°instar) de G. molesta aplicados sobre diferentes substratos alimentares: dieta artificial (Arioli 2007), ponteiros e frutos de ameixeira (cv. Leticia) e macieira (cv. Gala). Os tratamentos avaliados foram (1) Bacillus thuringiensis var. kurstaki (Dipel®, 100g.100L-1); (2) B. thuringieses var. aizawai e kurstaki (Agree 100g.100L-1), comparados com (3) Clorantraniliprole (Altacor® 10g.100L-1) e uma (4) testemunha (água). Ponteiros e frutos de ameixeira e macieira foram mergulhados nas caldas dos respectivos tratamentos e deixados à sombra por três horas para secagem. Em seguida os ponteiros foram transferidos para recipientes plásticos (300 ml) com ágar no fundo para a fixação e manutenção da turgidez e os frutos foram colocados em copos plásticos (250ml). Em cada ponteiro e fruto foi inoculada uma lagarta recém-eclodida de G. molesta criada em dieta artificial, em seguida os recipientes foram fechados com tecido tipo "voil". Para a dieta artificial a mesma foi preparada e vertida em poços das placas de cultura celular (24 poços COSTAR®) aplicando-se 30&#956;L em cada célula, inoculando-se uma lagarta por poço. A mortalidade das lagartas foi avaliada 7 dias após a inoculação. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com 50 repetições (frutos e ponteiros) e 96 repetições (dieta artificial) empregando-se uma lagarta por repetição. Os resultados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (P<0,05). Os produtos à base de <i>B. thuringiensis</i> aplicados na dieta artificial apresentaram mortalidade de lagartas de G. molesta de 73% e 79% para Agree e Dipel, respectivamente, indicando que a espécie é suscetível a bactéria. A mortalidade em ponteiros e frutos foi de aproximadamente 50% e 20% respectivamente. O inseticida Clorantraniliprole causou mortalidade acima de 90% independente do substrato no qual o produto foi aplicado. Não foi observado diferença significativa na mortalidade causada pelos dois produtos à base de B. thuringiensis em função dos substratos aplicados. Conclui-se que a mortalidade de G. molesta causada por B. thuringiensis é dependente do substrato em que o produto é aplicado.
Thesagro: Fruticultura
Maçã
Ameixa
Controle integrado
Controle biológico
Praga de planta
Bacillus Thuringiensis
Grapholita Molesta.
Year: 2014-11-17
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPUV)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ElisangelaCarolineWeberGalzer045249.pdf92,11 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace