Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1000637
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Acre - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 19-Nov-2014
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SILVA, A. C. L. da
CUNHA, T. A.
GUARINO, E. de S. G.
Informaçães Adicionais: ERNESTINO DE SOUZA GOMES GUARINO, CPAF-AC.
Título: Estrutura etária e especial de Copaifera L. em florestas naturais da Amazônia Sul Ocidental.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2., 2014, Rio Branco. Anais... Rio Branco: Embrapa Acre; Uninorte, 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Estrutura populacional
Florestas naturais
Amazõnia Sul Ocidental.
Conteúdo: O gênero Copaifera L. pode ser manejado sob o conceito de sustentabilidade, porém, sua estrutura é representada por uma densidade populacional com poucos indivíduos adultos por área, e grandes quantidades de plântulas. O objetivo desse trabalho foi caracterizar a estrutura etária e espacial de uma população nativa de diferentes espécies do gênero Copaifera L. na Amazônia Sul Ocidental, a fim de subsidiar ações de manejo e conservação do gênero em florestas da região. Foram implementadas duas parcelas de 300 x 300 m (9 ha) onde foram amostrados todos os indivíduos com DAP ? 10 cm. Indivíduos com DAP < 10 cm foram amostrados em 20 parcelas de regeneração de 10 x 10 m (10 parcelas de regeneração/parcela) escolhidas ao acaso dentro de todas as parcelas. A estrutura etária da população foi estimada subdividindo-se os indivíduos em três classes ontogenéticas: plântulas (altura < 1,5 m), jovens (altura ? 1,5 m e DAP < 10 cm) e adultos (DAP ? 10 cm); a distribuição espacial dos indivíduos adultos foi avaliada usando o método do vizinho mais próximo. Nas duas parcelas, foram amostrados 10 indivíduos adultos (? 1 indivíduo.ha-1). A copaíba possui uma ótima taxa de regeneração, no entanto, ocorre uma baixa densidade de indivíduos jovens e adultos, indicando que o gênero não forma banco de sementes nem de plântulas. A distância média observada e estimada entre os indivíduos adultos na P1, foi de 36,61 m e 31,47 m respectivamente e na P2 a média observada foi igual a 29,40 m e a distância estimada igual a 18,71 m, indicando em, ambas as parcelas, uma distribuição espacial aleatória.
Thesagro: Copaíba.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPAF-AC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
25311.pdf436,34 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace