Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1001236
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 2-Dez-2014
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SILVA, J. A. R. da
SANTOS, N. de F. A. dos
ARAÚJO, A. A. de
LOURENÇO JÚNIOR, J. de B.
GARCIA, A. R.
PANTOJA, M. H. A.
MARGARIDO, Y. M. M.
Informaçães Adicionais: Jamile Andréa Rodrigues da Silva, UFRA; Núbia de Fátima Alves dos Santos, UFRA; Airton Alencar de Araújo, UECE; José de Brito Lourenço Júnior, UEPA; ALEXANDRE ROSSETTO GARCIA, CPATU; Messy Hannear Andrade Pantoja, ZOOTECNISTA; Yvana Melyssa Mandú Margarido, GRADUANDA UFRA.
Título: Termorregulação e adaptabilidade de bubalinos (Bubalus bubalis) criados à sombra e sol na Amazônia Oriental.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA, 24., 2014, Vitória. A zootecnia fazendo o Brasil crescer: anais... Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Bubalino
Bioclimatologia
Calor
Estresse
Conteúdo: A pesquisa foi realizada na Unidade de Pesquisa ?Senador Álvaro Adolpho?, pertencente à Embrapa Amazônia Oriental, durante seis meses. Foram utilizadas 20 búfalas Murrah, distribuídas em dois grupos experimentais (Grupo CS: com sombra e Grupo SS: sem sombra). Os animais do Grupo CS (n=10) permaneceram em piquetes com sombra de árvores da leguminosa Acacia mangium, enquanto os animais do Grupo SS (n=10) foram mantidos em piquetes sem acesso à sombra. Foram avaliadas temperatura retal (TR) e frequência respiratória (FR), aferidas duas vezes por semana, às 7h00 e 13h00. Foi calculado o Índice de Conforto de Benezra (ICB), a partir da fórmula ICB=TR/38,33+FR/23. As variáveis climáticas temperatura do ar (TA) e umidade relativa do ar (UR) foram obtidas na Estação Meteorológica do INMET?2º DISME, e a partir delas, foi calculado o Índice de Temperatura e Umidade (ITU). Houve diferenças significativas (P<0,05) na TR, entre turnos, para ambos os grupos, onde os valores da tarde, eram superiores aos da manhã. Houve diferenças significativas (P<0,05) da FR entre os tratamentos e turnos (P<0,05), onde no Grupo SS e turno da tarde, foram observados os maiores valores. Houve diferenças significativas (P<0,05) do ICB entre os turnos, em ambos os tratamentos, onde à tarde, os valores eram superiores. Conclui-se que o sombreamento nas pastagens promove bem-estar aos bubalinos, embora ocorra alterações nas variáveis fisiológicas e índice de adaptabilidade, especialmente no turno da tarde.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
R13651744204341.pdf353,94 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace