Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1002452
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Capítulo em livro científico (ALICE)
Data do documento: 12-Dez-2014
Tipo do Material: Capítulo em livro científico (ALICE)
Autoria: DEBIASI, H.
FRANCHINI, J. C.
BALBINOT JUNIOR, A. A.
OLIVEIRA, F. A. de
Informaçães Adicionais: HENRIQUE DEBIASI, CNPSO; JULIO CEZAR FRANCHINI DOS SANTOS, CNPSO; ALVADI ANTONIO BALBINOT JUNIOR, CNPSO; FABIO ALVARES DE OLIVEIRA, CNPSO.
Título: Variabilidade espacial e temporal da resistência do solo à penetração após diferentes pressões de pastejo no Norte do Paraná.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: BERNARDI, A. C. de C.; NAIME, J. de M.; RESENDE, A. V. de; BASSOI, L. H.; INAMASU, R. Y. (Ed.). Agricultura de precisão: resultados de um novo olhar. Brasília, DF: Embrapa, 2014.
Páginas: p. 507-512.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: RESUMO: A integração lavoura-pecuária (ILP) é um sistema de produção em expansão, com grande potencial para aumentar a rentabilidade e a sustentabilidade do agronegócio brasileiro. A Urochloa ruziziensis é uma das espécies mais utilizadas na fase de transição entre o sistema exclusivo e integrado. No entanto, há pouca informação acerca do efeito de pressões de pastejo dessa espécie sobre a qualidade física do solo e sobre a produtividade de culturas graníferas em sucessão. Em um sistema ILP estabelecido em Londrina, norte do Paraná, foram avaliados os efeitos das pressões de pastejo de 2, 4 e 6 UA ha-1 sobre a variabilidade espacial e temporal da resistência do solo à penetração (RP) e da produtividade da soja cultivada em sucessão. A RP aumentou proporcionalmente com o incremento da pressão de pastejo apenas na camada superficial do solo (5 cm). A produtividade da soja cultivada em sucessão à pastagem não foi relacionada com a RP, sendo a maior produtividade observada na pressão de pastejo intermediária, 4 UA ha-1. Os resultados indicam que o aumento da RP na superfície do solo após o pastejo não é limitante para a produção de soja e pode ser manejado com o uso de semeadoras equipadas com sulcadores do tipo facão para deposição do fertilizante. A pressão de pastejo pode estar interferindo em outros fatores, como a quantidade de cobertura e a qualidade da semeadura, que podem ter tido maior influência na produtividade da soja do que a RP. ABSTRACT: The crop-livestock integration (ILP) is an expanding production system with great potential to increase the profitability and sustainability of the Brazilian agribusiness. The Urochloa ruziziensis is a forage commonly used in the transition between exclusive and integrated systems, however, information about the effects of grazing pressures on the soil physical quality and crop yield is scarce. The effects of cattle grazing pressures of 2, 4 and 6 animal unities (AU) ha-1 on the spatial and temporal variability of the soil penetration resistance (RP), and on the yield of the soybean in succession, were evaluated in an ILP system established in Londrina, northern Paraná, Brazil. The RP increased proportionally with the increase in the grazing pressures only at the topsoil (5 cm). The yield of the soybean grown after the pasture was not related to the RP. However, the highest soybean yield was observed at the intermediate grazing pressure (4 AU ha-1).The results indicate that the increase in the RP at 5 cm depth after grazing is not limiting for soybean yield and can be managed with the use of planters equipped with chisel-type fertilizer furrow openers. The grazing pressure may influence other factors, such as the mulching, and planting quality, which may have greater influence on soybean yield than the RP.
Thesagro: Compactação do solo
NAL Thesaurus: Soil compaction
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Capítulo em livro científico (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VariabilidadeespacialetemporaldaresistenciadosoloapenetracaoaposdiferentespressoesdepastejonoNortedoParana.pdf249,49 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace