Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1007191
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 29-Jan-2015
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: LOPES, W. M.
OLIVEIRA JUNIOR, R. C. de
MARTINS, I. C. T.
SILVA, A. D. da
OLIVEIRA, D. R. de
GALLO, J.
TANABE, C. S.
REIS, E. P. dos.
Informaçães Adicionais: Wagner Morgan Lopes, CASA RURAL; RAIMUNDO COSME DE OLIVEIRA JUNIOR, CPATU; Isabel Cristina Tavares Martins, ULBRA SANTARÉM; Alessandra Damasceno da Silva, ULBRA SANTARÉM; Daniel Rocha de Oliveira, ULBRA SANTARÉM; Juliano Gallo, ULBRA SANTARÉM; Celso Shiguetoshi Tanabe, ULBRA SANTARÉM; Edson Pereira dos Reis, ULBRA SANTARÉM.
Título: Índice de erosividade das chuvas nos municípios de Belterra, Monte Alegre e Itaituba, no Estado do Pará.
Edição: 2013
Fonte/Imprenta: Espaço Científico, Santarém, v. 14, n. 2, p. 59-71, 2013.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Precipitação
Coeficiente de Chuva
Belterra
Monte Alegre
Itaituba
Pará.
Conteúdo: Devido ao elevado índice pluviométrico e à baixa fertilidade dos solos, o estudo da erosividade na Região Amazônica é de grande importância. Por isso, esse trabalho objetivou determinar a erosividade, a frequência e a intensidade das chuvas nos municípios de Belterra, Monte Alegre e Itaituba, através da identificação dos períodos de maior frequência e intensidade, bem como da distribuição de chuvas nessa região. Os dados pluviométricos utilizados foram obtidos na estação meteorológica de SEOMAR-Belém, correspondentes ao período de 1990 a 2011. Para o cálculo do coeficientede chuva (RC)foiutilizada a equação proposta por Fournier, modificada por Lombardi Neto, conforme Oliveira Junior (1996). Os resultados demonstraram que nos três municípios estudados os índices de precipitação foram maiores que o coeficiente de chuva, principalmente entre os meses de novembro a junho. A precipitação mensal em Belterra, Monte Alegre e Itaituba apresentaram os maiores valores no período de janeiro a junho, dezembro a junho e novembro a maio, com precipitação anual de 79,75%, 86,38% e 84,63%, respectivamente. O maior RC dos últimos 22 anos correspondeu ao ano de 2008, com perspectiva de retorno de 23 anos e probabilidade de 4,35% para que ocorra esse evento no Município de Belterra. Em Monte Alegre, o maior RC dos últimos 22 anos correspondeu ao ano de 2009, com perspectiva de retorno de 23 anos e probabilidade de ocorrência do evento em 4,35%. Já Itaituba teve o maior RC em 2004, com retorno previsto para 23 anos com probabilidade de 4,35%.
Thesagro: Erosão
Solo.
Ano de Publicação: 2013
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
v14n2p59.pdf2,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace