Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1007817
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Cerrados - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 5-Fev-2015
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: ALBUQUERQUE, L. B. de
AQUINO, F. de G.
COSTA, L. C.
MIRANDA, Z. de J. G.
SOUSA, S. R.
Informaçães Adicionais: LIDIAMAR BARBOSA DE ALBUQUERQUE, CPAC; FABIANA DE GOIS AQUINO, CPAC; LEILA C. COSTA; ZENILTON DE JESUS GAYOSO MIRANDA, DE/GPR; SIMONE R. SOUSA.
Título: Espécies de Melastomataceae juss. com potencial para restauração ecológica de mata ripária no Cerrado.
Edição: 2013
Fonte/Imprenta: Polibotánica, México, n. 35, p. 1-19, 2013.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Polinizadores
Dispersores de sementes
Atração de fauna
Restaurabilidade
Attraction of wildlife
Restorability
Código Florestal.
Conteúdo: Melastomataceae Juss. é a sexta família em importância no bioma Cerrado, sendo comuns em vegetação secundária. As espécies desta família apresentam estratégias de vida e adaptações como grande produção de sementes, dispersão eficiente de propágulos, altas taxas de germinação e crescimento rápido que podem propiciar a ativação dos processos ecológicos envolvidos na regeneração natural de habitats perturbados. O objetivo foi caracterizar as espécies de Melastomataceae em vegetação secundária e avaliar seu potencial para uso na restauração ecológica de áreas degradadas de matas ripárias. Este estudo foi realizado na área experimental a Embrapa Cerrados, à margem direita do córrego Sarandi, Distrito Federal, Brasil, em uma área de um hectare, onde foram instadas parcelas e transectos para avaliação dos parâmetros: características botânicas, ecológicas e reprodutivas, síndromes de polinização e de dispersão de sementes, reprodução vegetativa, riqueza de espécies, abundância, cobertura, fenofases de floração e frutificação. A partir da análise destes parâmetros definiu-se os critérios para avaliar o potencial de uso das espécies na restauração ecológica. Entre as 14 espécies da família de Melastomataceae registradas, Miconia chamissois Naud. (35.42% e 42.53%), Ossaea congestifl ora (Naud.) Cong. (23.6% e 13.29%), Macairea radula DC (19.66% e 17.22%) e Tococa formicaria Mart. (6.78% e 3.87%) apresentaram maior abundância e cobertura, respectivamente. As espécies estudadas apresentaram, em sua maioria, grande oferta de recursos alimentares ao longo do ano, que, associadas a outras características permitiram identificar o potencial de restaurabilidade de cada espécie avaliada. O potencial para uso na restauração ecológica foi alto para as espécies: Miconia chamissois, Miconia ibaguensis, Miconia albicans, Miconia theaezans e Tococa formicaria. Estas espécies podem atuar como nucleadoras, atraindo principalmente polinizadores e dispersores de sementes, aumentando o grau de conectividade entre os fragmentos e a área em processo de restauração ecológica. Dessa forma, acredita-se que o uso dessas espécies pode acelerar o processo de restauração ecológica por meio da maximização das interações biológicas. ABSTRACT: Melastomataceae Juss. is the sixth family in importance in the Cerrado biome, being common in secondary vegetation. The species of this family presents life strategies and adaptations include adaptations such as large seed production, effi cient seed dispersal, high germination rates and rapid growth that can provide the activation of ecological processes involved in the natural regeneration of disturbed habitats. The objective was to characterize the Melastomataceae species in secondary vegetation and to assess their potential for use in ecological restoration of degraded riparian forests. This study was conducted in the experimental area of Embrapa Cerrados, near to the river Sarandi, Distrito Federal, Brazil, in an area of one hectare. In this area were placed plots and transects for evaluation of parameters: botanical and ecological characteristics, pollination and seed dispersal syndromes, vegetative reproduction, species richness and abundance, coverage, fruiting and flowering. From of these parameters was assessed the potential use of the species in ecological restoration. Among the 14 species of the Melastomataceae recorded Miconia chamissois Naud. (35.42% and 42.53%), Ossaea congestiflora (Naud.) Cong. (23.6% and 13.29%), Macairea radula DC (19.66% and 17.22%) and Tococa formicaria Mart. (6.78% and 3.87%), presents greater abundance and coverage, respectively. According to the ability to supply of food resources throughout the year and other features was recommended these species for use in restoration ecology (high potential of restorability): Miconia chamissois, Miconia albicans, Miconia ibaguensis, Miconia theaezans and Tococa formicaria. These species offer pollen, seeds and fruits, attracting wildlife and accelerate the process of ecological restoration through maximization of biological interactions.
Thesagro: Mata ciliar
Cerrado
NAL Thesaurus: Miconia
pollinators
seed dispersal.
Ano de Publicação: 2013
ISSN: 1405-2768
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CPAC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
s1764.pdf329 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace