Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1010636
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 4-Mar-2015
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: SALOMÃO, R. de P.
SANTANA, A. C. de
BRIENZA JUNIOR, S.
ROSA, N. de A.
PRECINOTO, R. S.
Informaçães Adicionais: Rafael de Paiva Salomão, MPEG; Antônio Cordeiro de Santana, UFRA; SILVIO BRIENZA JUNIOR, CPATU; Nélson de Araújo Rosa, MPEG; Raíza Salomão Precinoto, UFRRJ.
Título: Crescimento de Bertholletia excelsa Bonpl. (castanheira) na Amazônia trinta anos após a mineração de bauxita.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Naturais, Belém, PA, v. 9, n. 2, p. 307-320, maio/ago. 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Crescimento do diâmetro e altura
Recuperação de área degradada
Restauração ecológica
Código Florestal.
Conteúdo: Bertholletia excelsa é uma espécie com ampla distribuição na Amazônia, testada e recomendada na recuperação de áreas degradadas pela atividade minerária. Em 1984, em uma área de restauração florestal da Floresta Nacional de Saracá-Taquera, implantou-se um reflorestamento em 19,4 ha, com mudas de castanheira e outras 66 espécies. Foi monitorado o crescimento em diâmetro de 416 castanheiras em um período de dez anos. Os diâmetros médios encontrados foram de 19,2 ± 10,0 cm, 21,1 ± 10,7 cm, 23,2 ± 11,4 cm, 24,9 ± 11,9 cm e 28,2 ± 12,7 cm, respectivamente aos 20, 22, 24, 26 e 30 anos de idade. Os incrementos do crescimento foram significativos em todos os períodos analisados. A altura média aos 20 anos foi de 15,6 ± 4,8 m (0,78 m ano-1). O incremento médio anual do diâmetro à altura do peito (DAP) foi praticamente constante em todos os períodos monitorados (0,96 cm ano-1). Foi proposto um modelo de tendência de crescimento do diâmetro em função do tempo (R² = 0,99). Aos 30 anos de idade, foram selecionadas 18 árvores, que deveriam servir como porta-sementes para produção de mudas e plantio nas áreas anuais de restauração florestal, em função de apresentarem incremento do DAP superior a 2 cm ano-1.
Thesagro: Taxa de Crescimento.
NAL Thesaurus: Amazonia.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
crescimentosalomao.pdf1,29 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace