Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1013309
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 13-Abr-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SOUZA, R. B. C. de
SANTOS, C. A. F.
FLORI, J. E.
CASTRO, J. M. da C. e
COSTA, S. R. da
SILVA, J. M. da
AQUINO, D. A. L; de
MIRANDA, C. G. dos S.
Informaçães Adicionais: REJANILDO ROBSON CANDIDO DE SOUZA1;, Bolsista PIBIC CNPq/Embrapa Semiárido; CARLOS ANTONIO FERNANDES SANTOS, CPATSA; JOSE EGIDIO FLORI, CPATSA; JOSE MAURO DA CUNHA E CASTRO, CPATSA; SONIANE RODRIGUES DA COSTA, Doutoranda em Recursos Genéticos Vegetais, Universidade Estadual de Feira de Santana; JULIANNA MATOS DA SILVA, Bbolsista PIBIC CNPq/Embrapa Semiárido; DEISY AIANE LIMA DE AQUINO, Bolsista Embrapa Semiárido; CAMILA GONÇALVES DOS SANTOS MIRANDA, Biológicas, UPE, estágiaria Embrapa Semiárido.
Título: Avaliação aos 6 meses de transplantio em áreas de produtores de híbrido interespecífico de Psidium resistente ao Meloidogyne enterolobii.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 9., 2014, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2014.
Páginas: p. 97-102.
Série: (Embrapa Semiárido. Documentos, 261).
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Paluma
Enxertia
Resistência a nematoide
Pedro Sato
Meloidogyne enterolobii
Disease
Guava.
Conteúdo: Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a resistência ao Meloidogyne enterolobii e a compatibilidade entre híbrido interespecífico de Psidium como porta-enxerto de Paluma e Pedro Sato, em cinco áreas de produtores 6 meses após o transplantio. Em cada área foram transplantadas 30 mudas do híbrido e dez de Paluma. Os tratamentos consistiram de: pé franco de Paluma, pé franco do híbrido, híbrido + Paluma e híbrido + Pedro Sato, sendo a enxertia realizada por garfagem do tipo fenda cheia. Foram analisadas amostras de solo e raiz, de 20 plantas de cada área, sendo 15 plantas do híbrido e cinco de Paluma, quanto à presença e ausência de galhas, número de ovos e juvenis de M. enterolobii. A taxa de pegamento das enxertias variou de 28,6% a 71,4% para Paluma, e de 28,6% a 100% para Pedro Sato. Observou-se a formação de galhas nas raízes de Paluma e ausência nas raízes dos híbridos. O número de ovos nas raízes de Paluma e do híbrido variou de 0 a 48.000 e de juvenis de 0 a 9.280, respectivamente. O híbrido analisado é promissor para ser utilizado como porta-enxerto para minimizar os danos causados pelo nematoide nos plantios de goiabeira.
Thesagro: Goiaba
Doença
Nematóide
Variedade.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Resumo13.pdf60,08 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace