Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1015310
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Florestas - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 13-Mai-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CAMARGO, E. F. de
PONTES, L. da S.
PORFIRIO-DA-SILVA, V.
COPLA, J. F.
VALENGA, J. C. S.
JESUS, R. de A. de
CARVALHO, P. C. de F.
Informaçães Adicionais: Edemar Furquim de Camargo, Mestrando no Programa de Pós-graduação em Agronomia, UFPR; Laíse da Silveira Pontes, Pesquisador do Instituto Agronômico do Paraná; VANDERLEY PORFIRIO DA SILVA, CNPF; João Felipe Copla, Bolsista de Iniciação Científica no IAPAR; Juliano Cesar Schulz Valenga, Bolsista de Iniciação Científica no IAPAR; Renato de Almeida de Jesus, Bolsista de Iniciação Científica no IAPAR; Paulo César de Faccio Carvalho, Professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Título: Relação entre altura e massa de forragem de uma pastagem anual de inverno em sistema silvipastoril.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ARBORIZAÇÃO DE PASTAGENS EM REGIOES SUBTROPICAIS, 1., 2013, Colombo. Anais. Colombo: Embrapa Florestas, 2014. p. 57-63.
Páginas: p. 57-63.
Série: (Embrapa Florestas. Documentos, 268).
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Aveia e azevém
Adubação nitrogenada
Sistema integrado.
Conteúdo: O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência da presença de árvores na relação entre a altura e massa de forragem de uma pastagem de aveiapreta com azevém. O estudo foi realizado entre agosto e setembro/2012 na Fazenda Modelo do IAPAR, Ponta Grossa, PR. A área experimental apresentava 12 piquetes (0,95 ha cada), sendo a metade deles arborizado com eucalipto, aroeira e grevílea. O delineamento foi em blocos ao acaso com 4 tratamentos: presença vs. ausência de árvores e dois níveis de nitrogênio (N) na pastagem (90 e 180 kg N ha-1), com 3 repetições. O método de pastejo foi o contínuo com carga animal variável, visando manter a altura da pastagem em torno de 20 cm. Foram utilizadas 4 novilhas Purunã (testers) por piquete. Diferenças significativas foram observadas (P<0,001) nos interceptos e nos coeficientes angulares, quando comparando as regressões entre altura e massa de forragem dos dois sistemas (i.e. com e sem árvores) e em cada nível de N. Para uma mesma altura média da pastagem, menores valores de massa de forragem foram observados no sistema arborizado.
Thesagro: Árvore.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
p5763Doc.268Anais.pdf94,42 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace