Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1017024
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 3-Jun-2015
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MATTOS, P. P. de
BRAZ, E. M.
DOMENE, V. D.
SAMPAIO, E. V. de S. B.
GASSON, P.
PAREYN, F. G. C.
ALVAREZ, I. A.
BARACAT, A.
ARAÚJO, E. de L.
Informaçães Adicionais: PATRICIA POVOA DE MATTOS, CNPF; EVALDO MUNOZ BRAZ, CNPF; Vitor Dressano Domene, UFPR; Everardo Valadares de Sá Barretto Sampaio, Universidade Federal de Pernambuco; Peter Gasson, Royal Botanic Gardens; Frans Germain Corneel Pareyn, Associação Plantas do Nordeste; IVAN ANDRE ALVAREZ, CNPM; Amélia Baracat, Royal Botanic Gardens; Elcida de Lima Araújo, Universidade Federal Rural de Pernambuco.
Título: Climate-tree growth relationships of Mimosa tenuiflora in seasonally dry tropical forest, Brazil.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: Cerne, Lavras, v. 21, n. 1, p. 141-149, 2015.
Idioma: en
Palavras-chave: Dendrocronologia
Manejo florestal.
Conteúdo: Mimosa tenuiflora é uma árvore pioneira e nativa da Caatinga usada, comercialmente, para lenha, em razão do seu elevado poder calorífico. É decídua, com perda de folhas no final da estação chuvosa, seu tronco não atinge grandes diâmetros e tem boa capacidade de rebrota. Este estudo tem por objetivo determinar o incremento anual em diâmetro de M. tenuiflora e sua correlação com a precipitação, visando a subsidiar o manejo florestal de madeira para energia. Discos da base do tronco de árvores de M. tenuiflora foram coletados em 2008, em Sertânia e Serra Talhada, Pernambuco, a partir de rebrota de árvores manejadas com corte raso em 2003 e em Limoeiro do Norte, de um plantio estabelecido em 2002. Árvores de Mimosa tenuiflora da Caatinga apresentam anéis anuais de crescimento bem definidos altamente correlacionadas com a precipitação anual e adequados para estudos dendrocronológicos. Os administradores florestais devem considerar a influência de anos prévios mais secos na produção de madeira, a fim de prever seu ciclo de corte. A correlação de crescimento elevado com chuvas do ano anterior em regiões onde as chuvas iniciam após a estimulação fotoperiódica, indicam a necessidade de compreender a dinâmica de crescimento das espécies florestais em condições secas, por meio de estudos ecofisiológicos.
Thesagro: Caatinga.
NAL Thesaurus: forest management.
dendrochronology
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
23176342cerne210100141.pdf896,61 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace