Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1017959
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 18-Jun-2015
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: GAZZIERO, D. L. P.
Informaçães Adicionais: DIONISIO LUIZ PISA GAZZIERO, CNPSO.
Título: Misturas de agrotóxicos em tanque nas propriedades agrícolas do Brasil.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: Planta Daninha, Viçosa, MG, v. 33, n. 1, p. 83-92, 2015.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: RESUMO ? As infestações de plantas daninhas, pragas e doenças, muitas vezes, ocorrem simultaneamente em uma mesma área agrícola. Nesse caso, a alternativa de controle mais econômica e, por isso, mais comumente adotada pelos produtores é a pulverização de mistura de agrotóxicos em tanque. Nesta pesquisa, a fim de subsidiar as discussões técnicas, são descritas e quantificadas as práticas de campo adotadas em relação às misturas em tanque de agrotóxicos em propriedades agrícolas do Brasil. Para isso, foi elaborado um questionário e enviado aos profissionais que lidam cotidianamente com tratamentos fitossanitários em diferentes regiões do País. Constatou-se que 97% dos entrevistados utilizam misturas em tanque, 95% das vezes variando de dois a cinco produtos. Na maioria das vezes, utilizam a dose cheia, isto é, as maiores doses constantes nos rótulos dos agrotóxicos. As aplicações de glyphosate em soja 86% das vezes são realizadas simultaneamente com inseticidas, fungicidas e outros herbicidas. A maioria dos participantes (72%) afirmou desconhecer ou considera insuficientes as informações sobre misturas, e 99% deles demonstraram interesse em recebê-las. Considerando que a mistura em tanque de agrotóxicos é prática comum entre os agricultores, mas pode apresentar vantagens e desvantagens, conclui-se que o tema deve ser discutido com urgência entre os órgãos governamentais competentes e os demais segmentos das cadeias produtivas. ABSTRACT - The weed, pest and disease infestation, often occur simultaneously in a farm. In such a situation, the most economical alternative to control and, therefore, the more commonly adopted by the producers is the pesticide spray mixture in the tank. In this study, field practices adopted by farmers related to mixtures of pesticides in tank in Brazilian farms are described and quantified. To obtain such information, a questionnaire was developed and implemented with the professionals in different regions of the country. It was found that 97% of respondents use tank mixtures and most of the time 95% using 2-5 products. Most often using the highest recommended doses. The applications of glyphosate in soybean are carried out simultaneously with insecticides, fungicides and other herbicides, in 86% of the times. Most respondents (72%) reported not knowing about the tank mix prectices and 99% indicated interest in receiving such data. Whereas the tank in pesticide mixture is common practice among farmers and that this practice has its advantages and disadvantages, it is concluded that the issue should be discussed urgently by government agencies and by other segments of the soybean production chain.
Thesagro: Praga de planta
Herbicida
Pesticida
Defensivo
Inseticida
NAL Thesaurus: Plant pests
Insecticides
Ano de Publicação: 2015
ISSN: 1806-9681
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GAZZIERO2015PlantaDaninha.pdf374,73 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace