Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1018376
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amapá - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 23-Jun-2015
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: ARAUJO, J. da C.
PEREIRA, R. T.
PALHA, M. das D. C.
ROSA, P. V. e
Informaçães Adicionais: JAMILE DA COSTA ARAUJO, CPAF-AP; RAQUEL TATIANE PEREIRA, Doutoranda de Zootecnia - UFLA; MARIA DAS DORES CORREIA PALHA, Professora da UFRA; PRISCILA VIEIRA E ROSA, Professora da UFLA.
Título: Lipoproteínas de répteis: estrutura, metabolismo e aspectos comparativos.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: Pubvet, Maringá, v. 9, n. 3, p. 101-114, mar. 2015.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Apoproteina
VLDL
LDL
HDL.
Conteúdo: As lipoproteínas são complexos macromoleculares esféricos de lipídeos e proteínas específicas (apoproteínas), sendo as principais: quilomicrons, lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL), lipoproteína de baixa densidade (LDL) e lipoproteína de alta densidade (HDL). Elas diferem-se na composição lipídica e proteica, no tamanho e na densidade. A separação das mesmas pode ser efetuada por meio de ultracentrifugação, onde a densidade é usada como parâmetro de separação, ou por eletroforese em gel de agarose, usando a propriedade eletroforética como parâmetro, em: α-lipoproteína (HDL), pré-β-lipoproteína (VLDL) e β?lipoproteína (LDL). Nesta revisão objetiva-se abordar a importância do metabolismo das lipoproteínas em répteis e como o mesmo se dá, além de particularidades nos diferentes grupos de animais que integram esta classe. As características das lipoproteínas em répteis variam, de acordo com a ordem e espécie animal, porém em todas as espécies observa-se certa similaridade com as lipoproteínas humanas, inclusive a presença de homólogos de várias apoproteínas humanas. Porém, as informações sobre esse complexo molecular ainda são escassas, quando se pensa na grande diversidade da classe Reptilia, necessitando assim de mais estudos, principalmente com os répteis submetidos à alimentação oferecida pelo homem, como os animais de finalidade produtiva e os abrigados em zoológicos. Lembrando que distúrbios no metabolismo dos lipídeos também podem ocorrer, resultando em diversas patologias, como obesidade, e consequentemente redução do desempenho produtivo e reprodutivo.
Thesagro: Distúrbio.
Ano de Publicação: 2015
ISSN: 1982-1263
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CPAF-AP)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CPAFAP2015Lipoproteinasderepteisestruturametabolismo.pdf239,07 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace