Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1019412
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Monitoramento por Satélite - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 6-Jul-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: MIRANDA, J. R.
ARIEDI JUNIOR, V. R.
Informaçães Adicionais: JOSE ROBERTO MIRANDA, CNPM; VAGNER ROBERTO ARIEDI JUNIOR, UFSCAR.
Título: Cultura orgânica da cana-de-açúcar, manejo ecológico e biodiversidade faunística associada.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: WORKSHOP AGROENERGIA, 9., 2015, Ribeirão Preto, SP. Anais... Ribeirão Preto: APTA, 2015.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Espécies ameaçadas.
Conteúdo: Os estudos sobre o papel das áreas agrícolas na conservação da fauna silvestre ainda são muito incipientes. O tipo de manejo empregado nesses sistemas promoverá uma discriminação diferenciada sobre a composição dos povoamentos faunísticos. Esse projeto de pesquisa foi desenvolvido pela equipe da EMBRAPA Monitoramento por Satélite e pesquisadores colaboradores especialistas em fauna silvestre e visou detectar e caracterizar a biodiversidade de vertebrados em território delimitado. A área de estudo compreende um conjunto de fazendas com 7.868 hectares sob cultivo orgânico e manejo ecológico, localizadas na região de Ribeirão Preto, SP. A Usina São Francisco iniciou há mais de duas décadas processos de restauração ecológica dos ambientes circunvizinhos das áreas de plantio de cana-de-açúcar em sistema de produção orgânico, além da preservação dos remanescentes. O aumento significativo da biodiversidade ao curso dos anos foi fruto da emergência espacial da flora e da complexidade da vegetação restaurada nas Áreas de Proteção Permanente. Os resultados obtidos através da manutenção e regularidade do esforço amostral. Foram realizadas campanhas de levantamentos de dados e monitoramento da fauna durante todo o ano e ao longo dos anos, os resultados confirmaram a eficácia dos métodos empregados. Foram registradas e identificadas 340 espécies de vertebrados silvestres no conjunto dos dez ambientes amostrados (27 anfíbios, 25 répteis, 246 aves e 42 mamíferos), das quais 49 das espécies são consideradas ou estão sob algum risco ou ameaça de extinção no estado de São Paulo. O itinerário metodológico adotado para avaliar a biodiversidade faunística permitiu atingir os objetivos da pesquisa e revelou-se plenamente adequado e confirmou sua eficácia. Os resultados obtidos até o momento indicam que o cultivo em sistemas orgânicos, associado ao manejo ecológico tem favorecido uma biodiversidade faunística ampliada.
Thesagro: Agricultura Orgânica
Fauna Silvestre.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
4538.pdf312,48 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace