Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1019469
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Solos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 7-Jul-2015
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MARQUES, J. D. de O.
LUIZÃO, F. J.
TEIXEIRA, W. G.
SARRAZIN, M.
FERREIRA, S. J. F.
BELDINI, T. P.
MARQUES, E. M. de A.
Informaçães Adicionais: JEAN DALMO DE OLIVEIRA MARQUES, IFAM; FLÁVIO JESUS LUIZÃO, INPA; WENCESLAU GERALDES TEIXEIRA, CNPS; MAX SARRAZIN, INSTITUT DE RECHERCHE POUR LE DÉVELOPPEMENT, CAYENNE CEDEX, GUYANE FRANÇAISE; SÁVIO JOSÉ FILGUEIRA FERREIRA, UFOPA; TROY PATRICK BELDINI, UFOPA; ELIZALANE MOURA DE ARAÚJO MARQUES, IFAM.
Título: Distribution of organic carbon in different soil fractions in ecosystems of Central Amazonia.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 39, n. 1, p. 232-242, 2015.
Idioma: en
Palavras-chave: Matéria orgânica do solo
Frações físicas do solo.
Conteúdo: A matéria orgânica tem importante papel em diversas propriedades do solo e por isso é necessário identificar sistemas de manejo do solo que favoreçam seu aumento e, ou, mantenham suas concentrações. Este estudo teve como objetivo determinar a qualidade e quantidade de C orgânico em diferentes compartimentos da fração do solo, em diversos ecossistemas amazônicos. Fracionou-se a matéria orgânica do solo e estimou-se os estoques de C em floresta primária (FP), pastagem (P), sucessão secundária (SS) e sistema agroflorestal (SAF). As amostras foram coletadas em profundidades de 0-5, 5-10, 10-20, 20-40, 40-60, 60-80, 80-100, 100-160 e 160-200 cm. Utilizaram-se os métodos densimétrico e granulométrico para o fracionamento da matéria orgânica do solo, obtendo-se: FLL (fração leve livre), FLI (fração leve intra-agregada), F-areia (fração areia), F-argila (fração argila) e F-silte (fração silte). Na superfície, 60 % do C do solo estão contidos na camada de 0-5 cm, associados à FLL. A F-argila foi responsável por 70 % do C retido entre 0 e 200 cm de profundidade. Ocorreu ganho de C de 12,7 g kg-1 na FLL, comparando-se FP e SS; e de 4,4 g kg-1 relacionando FP e SAF, demonstrando que áreas de SS e SAF recuperam o C orgânico do solo, sendo alternativas viáveis de recuperação de solo submetidos à degradação e aos cultivos intensos na Amazônia. Os maiores estoques totais de C nas frações do solo foram: (101,3 Mg ha-1 de C - SAF) > (98,4 Mg ha-1 de C - FP) > (92,9 Mg ha-1 de C - SS) > (64,0 Mg ha-1 de C - P). As formas de uso da terra na Amazônia influenciam a distribuição do C nas frações do solo, ocasionando modificações em curto ou longo prazo.
Thesagro: Fracionamento
Uso da Terra.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015010.pdf266,1 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace