Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1020011
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 17-Jul-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: MOREIRA, S. B. L. C.
QUEIROZ, G. S. de
HOLANDA-NETO, J. P. de
PEREIRA, D. S.
Informaçães Adicionais: Stephano Bismark Lopes Cavalcante Moreira, BOLSISTA PIBIC; Guilherme Sampaio de Queiroz, BOLSISTA PIBIC; João Paulo de Holanda-Neto, IFRN; DANIEL SANTIAGO PEREIRA, CPATU.
Título: Avaliação da taxa de infestação pelo ácaro Varroa destructor em abelhas operarias de Apis mellifera (Hymenoptera: Apidae) em um apiário no município de Marcelino Vieira, RN.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BAIANO DE APICULTURA E MELIPONICULTURA, 7.; SEMINÁRIO BRASILEIRO DE PRÓPOLIS E PÓLEN, 3.; SEMINÁRIO DE PRÓPOLIS DO NORDESTE, 8., 2015, Ilhéus. Anais... Ilhéus: CEPLAC, 2015.
Páginas: p. 29-31
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Sanidade
Parasita
Monitoramento
Conteúdo: O ácaro Varroa destructor é um ectoparasita onipresente nos apiários, que ataca tanto a cria como as abelhas adultas do Gênero Apis. O presente trabalho tem como objetivo a identificação da presença do V. destructor no município de Marcelino Vieira, localizado na mesorregião do alto oeste potiguar, bem como, mensurar a taxa de infestação. Foram sorteadas 02 colmeias em um apiário comercial no município de Marcelino Vieira - RN. Cerca de 100-200 abelhas adultas, oriundas dos quadros centrais do ninho, foram coletadas em recipientes numerados de 200 ml contendo álcool 70%. Três coletas foram realizadas no período de estiagem de chuvas a cada 15 dias durante 45 dias, entre os dias 19/11 e 17/12/2014. Após as coletas, as abelhas foram levadas ao laboratório de biologia do IFRN - Campus Pau dos Ferros, guardando-as por cerca de 24 a 48 horas a temperatura ambiente, para então a realização da contagem do número de abelhas e número de ácaros por amostragem. A taxa percentual de infestação foi calculada, para cada amostra, pela divisão do número total de V. destructor encontrados pelo número de abelhas coletas multiplicado por 100. Em todas as colmeias amostradas foram constadas a presença do Varroa, exceto na última coleta na colmeia ?B?. Os índices médios obtidos das coletas apresentaram respectivamente colmeia ?A? 4,1% e colmeia ?B? 2,1%. Portanto concluímos que as colmeias estão saudáveis, sendo aceitáveis os resultados, pois está no padrão dentro da colmeia, que é inferior a 5%.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Congresso5.pdf254,04 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace