Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1020383
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 23-Jul-2015
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: NOMURA, E.
CUQUEL, F. L.
DAMATTO JUNIOR, E. R.
SAES, L. A.
BORGES, A. L.
Informaçães Adicionais: EDSON SHIGUEAKI NOMURA, APTA; FRANCINE LORENA CUQUEL, UFPR; ERVAL RAFAEL DAMATTO JUNIOR, APTA; LUIS ALBERTO SAES, APTA; ANA LUCIA BORGES, CNPMF.
Título: Desempenho produtivo das bananeiras Prata-Anã, BRS Platina e PA94-01 cultivadas com doses de nitrogênio e potássio no Vale do Ribeira, SP.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO SOBRE BANANICULTURA, 8., 2015, Montes Claros. Palestras e resumos... Belo Horizonte: Epamig, 2015. 1 CD-ROM.
Páginas: 1p.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Bnanana.
Conteúdo: A banana ?Prata-Anã? apresenta boa aceitação pelos consumidores, sendo suscetível à Sigatoka-negra e ao Mal-do-Panamá. Existem novas cultivares com tolerância a estas doenças, contudo, não existem estudos da resposta da adubação destas cultivares nas condições edafoclimáticas do Vale do Ribeira. Objetivou-se avaliar a produção das cultivares de bananeiras BRS Platina, PA94-01 e Prata-Anã em quatro níveis de adubação com N e K2O (NK0: sem adubação; NK1: 175 e 285 kg ha-1 ano-1; NK2: 350 e 570 kg ha-1 ano-1; NK3: 525 e 855 kg ha-1ano-1, respectivamente). O delineamento experimental foi em blocos casualizados em esquema fatorial 3x4 (cultivares x níveis de adubação) e parcelas subdivididas no tempo (dois ciclos). O solo apresentava teores baixos de K (0,6 mmolc dm-3) e médio de M.O. (26,7 g dm-3). Independentemente dos níveis de adubação e ciclos, a ?PA-94-01? e a ?BRS Platina? foram superiores à Prata-Anã na massa fresca dos frutos, produtividade, número de pencas, massa fresca da 2ª penca e comprimento do fruto. As máximas produções das cultivares PA94-01, BRS Platina e Prata-Anã foram alcançada com a aplicação de 483, 429 e 525 kg ha-1 ano-1 de N e 787, 699 e 855 kg ha-1 ano-1 de K2O, respectivamente.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DESEMPENHOPRODUTIVO.pdf232,86 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace