Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1020646
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Meio Ambiente - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 28-Jul-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: PUGLIESI, A. C. V.
WEILL, M. A. M.
MARQUES, J. F.
Informaçães Adicionais: A. C. V. PUGLIESI, Mestranda em Engenharia Agrícola, Área de Concentração em Água e Solo, Faculdade de Engenharia Agrícola; M. A. M. WEILL, FEA/UNICAMP; João F. Marques, Embrapa Meio Ambiente.
Título: Rentabilidade econômica da produção de uva em louveira (sp) em diferentes sistemas de produção.
Edição: 2005
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2005, Recife/PE. Anais... Recife/PE: IAC, 2005. p. 1-4.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: O presente trabalho foi desenvolvido junto aos produtores de uva do município de Louveira (SP) objetivando realizar uma análise de custo/benefício de três sistemas de produção aqui referidos por sistema tradicional, sistema alternativo 1 e sistema alternativo 2. Louveira é uma região com relevo ondulado e montanhoso com declives acentuados, e afloramentos rochosos. A fertilidade do solo varia de média a baixa e na maior parte do município os solos são muito susceptíveis à erosão. Embora a uva seja uma cultura que se adapta bem às condições edafoclimáticas de Louveira, para que o seu cultivo seja sustentável, dada as características citadas acima, o manejo da cultura deve utilizar técnicas que preservem a estrutura do recurso solo. No município ocorrem cerca de 3.500.000 pés de uva, distribuídos entre 397 produtores, 98% dos quais constituem agricultores familiares. Os produtores podem ser diferenciados quanto à tecnologia, uso de capital e práticas de cobertura no solo, no entanto, utilizam a mesma técnica de preparo do solo, tanto na implantação quanto na renovação da cultura, que ocorre a cada quinze anos. Foram analisadas três propriedades em áreas de LATOSSOLOS VERMELHO-AMARELOS argilosos, pouco profundos, bem drenados e de baixa fertilidade, derivados de filitos, gnaisses, xistos e granitos (Comissão de Solos, 1960; Oliveira et al., 1999). Os custos e benefícios foram avaliados sob a ótica da rentabilidade privada de uma atividade econômica, o que permite evidenciar a rentabilidade dos processos produtivos do ponto de vista privado ou do agricultor (NORONHA,1997). Os dados sobre custo, produtividade e preço foram levantados junto à Casa da Agricultura de Louveira para a produção de uva Niagara Rosada, no sistema latada. Esses parâmetros são concordantes com os publicados pela EMBRAPA (Maia e Mello, 2003). O Quadro 1 evidencia as diferenças de custo de produção, produtividade e preço da uva Niagara Rosada para os três sistemas de produção.
Thesagro: Uva
Rentabilidade
Ano de Publicação: 2005
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPMA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2005AA037.pdf2,16 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace