Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1022631
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Arroz e Feijão - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 25-Ago-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CARVALHO, E. R. de
WANDER, A. E.
SALVIANO, P. A. P.
FERREIRA, C. dos S.
DIAS, K. M.
Informaçães Adicionais: EDUARDO RODRIGUES DE CARVALHO, IFGoiano - Campus Iporá; ALCIDO ELENOR WANDER, CNPAF; PAULO ALEXANDRE PERDOMO SALVIANO, IFGoiano - Campus Iporá; CAMILA DOS SANTOS FERREIRA, IFGoiano - Campus Iporá; KAIQUE MOREIRA DIAS, IFGoiano - Campus Iporá.
Título: Caracterização do sistema de produção dos pecuaristas de leite e corte de Iporá e região, Estado de Goiás.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 52., 2014, Goiânia. Heterogeneidade e suas implicações no rural brasileiro: anais. Goiânia: Sober, 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Iporá-GO
Conteúdo: Objetivou-se no presente estudo realizar o diagnóstico do sistema de produção dos pecuaristas de leite e corte de Iporá e municípios goianos circunvizinhos. Entrevistaram-se 240 produtores rurais entre abril e novembro de 2013 em reuniões e mutirões de comunidades rurais, lojas agropecuárias, na campanha de vacinação contra a febre aftosa e durante a 28ª Exposição Agropecuária de Iporá. A produção média de leite por propriedade é de 213,1 litros/dia com uma produtividade de 7,9 litros/vaca/dia. A maior parte dos pecuaristas de leite (n=133) ordenham suas vacas manualmente em barracões descobertos com piso de chão batido (n=88). Alguns pecuaristas de leite têm adotado práticas durante a ordenha que podem reduzir a qualidade do leite, tais como secar a saliva do bezerro nos tetos com o rabo da vaca (n=45), remover a saliva do bezerro nos tetos com a mão e secá-la no pelo da vaca (n=57), e remover a saliva do bezerro nos tetos com a mão e secá-la na calça (n=59). Em relação à pecuária de corte, predomina-se o sistema de criação de bezerros (as) (n=40), seguido pelo sistema completo (n=28) e recria de novilhas a pasto (n=25), sendo que a raça mais utilizada nas propriedades de pecuária de corte é a Nelore (n=82). Poucos pecuaristas de leite e corte têm vacinado seus animais contra leptospirose (n=25 para leite; n=19 para corte), diarreia viral bovina (n=22 para leite e n=17 para corte), rinotraqueíte infecciosa bovina (n=19 para leite; n=15 para corte) e neosporose (n=6 para leite; n=9 para corte). O tipo de mão de obra predominante nas propriedades leiteiras (n=108 ou 67,1%) e de corte (n=48 ou 45,7%) é a familiar. Concluiu-se que o sistema de produção dos pecuaristas de leite e corte de Iporá e região proporciona baixos índices de produtividade e que há necessidade de ações participativas que visam o aprimoramento do sistema de produção e aumento da produtividade e renda desses pecuaristas.
Thesagro: Agricultura familiar
Gado de corte
Gado leiteiro
Sistema de produção
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPAF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SOBER20142.pdf351,39 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace