Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1022768
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 27-Ago-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: PINTO, M. V. P.
MORAES, L. B. de
RODRIGUES, C. F. A.
RUSCHEL, A. R.
Informaçães Adicionais: Marcos Vinicius Prestes Pinto, BOLSISTA PIBIC/CNPQ; Lucivando Barbosa de Moraes, BOLSISTA PET/UFRA; Caio Felipe Almeida Rodrigues, BOLSISTA PROJETO ROBIN; ADEMIR ROBERTO RUSCHEL, CPATU.
Título: Caracterização e comparação florística e dasometrica das florestas de várzea do estuário dos rios Amazonas e Pará/Tocantins.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 19.; SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 3., 2015, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2015.
Páginas: p. 152-156.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Espécies florestais
Florestas inundadas.
Conteúdo: As florestas de várzea com sua fauna e flora são características e ímpares à Região Amazônica. O ambiente torna-se seletor das formas de vida, isso ocorre por conta do pouco oxigênio disponível no solo. Visando caracterizar e comparar a composição florística e dasométrica, das florestas inundáveis dos rios Pará/Tocantins e Amazonas foram instaladas parcelas permanentes (50m x 100m) e realizado o inventário contínuo nas áreas adjacentes aos rios Amazonas e Pará/Tocantins. Foram mensurados os diâmetros e identificadas todas as árvores e palmeiras com DAP ?10 cm. Na ocorrência de dúvidas, a correta identificação foi feita no herbário da Embrapa Amazônia Oriental. Os dados foram processados com auxílio do software Manejo de Florestas Tropicais (MFT) e Microsoft Excel. Visando determinar a florística das áreas obtivemos índices de similaridade, diversidade, equabilidade e riqueza. Do total de 298 espécies, 254 estão presentes no rio Pará/Tocantins, 150 no Amazonas e 106 são as espécies em comum. Considerando o Índice de Valor de Cobertura acumulado à 60%, no estuário do Rio Amazonas oito espécies perfizeram o valor. Enquanto, no Rio Pará/Tocantins acumularam 18 espécies de acordo com o mesmo critério. A similaridade encontrada de acordo com Jaccard (J) foi 0,36. As diversidades entre comunidades segundo Shannon & Wiener no rio Pará/Tocantins 3,95 e na outra área 3,29.
Thesagro: Ecologia
Inventário.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pibic201532.pdf261,62 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace