Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1022809
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 27-Ago-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CARVALHO, T. P.
BOARI, A. de J.
QUADROS, A. F. F.
GOMES JUNIOR, R. A.
Informaçães Adicionais: Taise Pereira Carvalho, GRADUANDA UFRA; ALESSANDRA DE JESUS BOARI, CPATU; Ayane Fernanda Ferreira Quadros, GRADUANDA UFRA; RUI ALBERTO GOMES JUNIOR, CPATU.
Título: Thielaviopsis ethacetica infectando a palma de óleo e híbrido interespecífico.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 19.; SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 3., 2015, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2015.
Páginas: p. 212-216.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Palma de óleo
Elaeis guineenses
Amarelecimento fatal
Podridão de raízes.
Conteúdo: Entre os anos de 2009 e 2015 foi obtida uma coleção de isolados do fungo do gênero Thielaviopsis (Ceratocystis) provenientes de plantas de palma de óleo com sintomas de Amarelecimento Fatal-AF, tombamento de plantas, podridão radicular, seca ascendente das folhas e podridão de folha flecha dos municípios de Moju, Tailândia e Tomé-Açu, estado do Pará. Os isolados foram obtidos de tecidos do meristema, pecíolos, estipe e raízes com podridão de plantas de palma de óleo tipo Tenera e do híbrido Elaeis guineenses x E. oleifera (HIE). Deste modo, o presente trabalho teve o objetivo identificar a(s) espécie(s) do fungo Thielaviopsis isolado de plantas com estes sintomas, e realizar um estudo sobre a sua patogenicidade. Cinco isolados foram selecionados, reativados em meio BDA e sequenciados a partir dos produtos do PCR das regiões ITS, BT e TEF. No teste de patogenicidade, sete isolados foram inoculados em folhas e pecíolo de mudas de palma de óleo e híbrido, previamente feridos. Após análise filogenética verificou-se que todos os cinco isolados analisados pertencem à espécie T. ethacethica, segundo a nova redefinição taxonômica do gênero Ceratocystis. Anteriormente, esta espécie foi classificada como T. paradoxa. No postulado de Koch os isolados de T. ethacetica causaram podridão no pecíolo e folhas das mudas inoculadas de palma de óleo. O fungo T. paradoxa já foi relatado em raízes de plantas com AF no ano de 2000, e como causador da doença AF e Pudricion del cogollo da Colômbia.
Thesagro: Dendê.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pibic201545.pdf327,02 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace