Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1022852
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 27-Ago-2015
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: LEITE, D. R. R.
LEMOS, O. F. de
RODRIGUES JUNIOR, O. M.
Informaçães Adicionais: Dávia Rosane Rodrigues Leite, MESTRANDA UFRA; ORIEL FILGUEIRA DE LEMOS, CPATU; Orlando Maciel Rodrigues Junior, BOLSISTA FAPESPA.
Título: Efeito de doses de BAP na multiplicação in vitro da cultivar kottanadan de pimenteira-do-reino (Piper nigrun L.) oriunda de meristema.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 19.; SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 3., 2015, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2015.
Páginas: p. 316-320.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Cultivar Kottanadan
6-benzilaminopurina.
Conteúdo: A micropropagação facilita a maximização e otimização de produção de plantas empregadas em programas de melhoramento em suas diferentes fases e clonagem de plantas elites. Este trabalho consistiu em avaliar a melhor concentração da citocinina BAP para o desenvolvimento de gemas e altura de brotos na micropropagação da cultivar de pimenteira-do-reino Kottanadan, cujos explantes utilizados foram ápices caulinares inoculadas em meio de cultura Murashige & Skoog (MS), com 3% de sacarose, vitaminas MS, suplementados com diferentes concentrações da citocinina6- benzilaminopurina (BAP) e auxina ácido indolacético e solidificado com 0,2% de Phytagel. Os explantes foram mantidos em condições controladas de cultivo por 6 semanas. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado e os resultados foram analisados pela ANOVA com teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade. As avaliações foram quanto ao número de gemas, altura dos brotos por explante e grau de oxidação. Os tratamentos submetidos não apresentaram diferenças significativas para os parâmetros avaliados com elevado gru de oxidação dos explantes. A concentração de 0,5 a 0.8 mg.L-1 de BAP e 0,2 AIA promovem a diferenciação de cerca de duas novas gemas por explante.
Thesagro: Ácido Indolacético.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pibic201567.pdf299,81 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace