Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1023373
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 8-Set-2015
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SAES, L. A.
NOMURA, E. S.
DAMATTO JUNIOR, E. R.
CUQUEL, F. L.
BORGES, A. L.
FUZITANI, E. J.
Informaçães Adicionais: LUIS ALBERTO SAES, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios; EDSON SHIGUEAKI NOMURA, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios; ERVAL RAFAEL DAMATTO JUNIOR, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios; FRANCINE LORENA CUQUEL, UFPR; ANA LUCIA BORGES, CNPMF; EDUARDO JUN FUZITANI, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios.
Título: Crescimento das bananeiras IAC 2001, FHIA 17 e Grande Naine cultivadas com nitrogênio e potássio no Vale do Ribeira, SP.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO LATINO-AMERICANO E DO CARIBE DE BANANAS E PLÁTANOS, 3., 2015. Corupá. Musáceas no subtrópico: desafios e oportunidades frente à variabilidade climática. Corupá, SC: Rede da America Latina e Caribe para a Pesquisa e Desenvolvimento da Banana - MUSALAC, 2015.
Idioma: pt_BR
Conteúdo: A Sigatoka-negra vem causando sérios problemas à bananicultura e, para conviver com esta doença, o plantio de cultivares tolerantes ao fungo torna-se uma estratégia econômica e ambientalmente adequada. A cultivar Grande Naine é suscetível à doença, enquanto que 'IAC 2001' e 'FHIA 17' são tolerantes à Sigatoka-negra, porém não existem pesquisas nutricionais para estas cultivares nas condições edafoclimáticas do Vale do Ribeira, SP.
Thesagro: Banana
NAL Thesaurus: Musa
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CrescimentodasBananeirasIAC2001.pdf229,69 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace