Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1025152
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Hortaliças - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 28-Set-2015
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: ASSUNÇÃO, A.
ARAÚJO, E. R. de
QUEZADO-DUVAL, A. M. Q.
Informaçães Adicionais: A. ASSUNÇÃO.; E. R. DE ARAÚJO; ALICE MARIA QUEZADO DUVAL, CNPH.
Título: Sensibilidade in vitro de xanthomonas perforans a agrotóxicos registrados para o tomateiro.
Edição: 2012
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 6., 2012, Goiania. Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial: anais. Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia; FAEG: UFG: Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Win Central de Eventos, 2012.
Idioma: pt_BR
Notas: Trabalho 14.
Conteúdo: Este trabalho foi conduzido na Embrapa Hortaliças e teve como objetivo observar a sensibilidade in vitro de 17 isolados de Xanthomonas perforans obtidos de 2006 a 2010 em lavouras de tomate industrial aos agrotóxicos registrados para tomate que estão sendo avaliados em campo quanto à eficiência no controle da mancha-bacteriana: 1) Midas® (1,6g/L, famoxadona + mancozebe), 2) Curzate® (2,5g/L, Cimoxanil + Mancozebe), 3) Manzate® (6g/L, Mancozebe), 4) Equation® (0,7g/L, Famoxadona + Cimoxanil), 5) Kocide® (3g/L, Hidróxido de cobre) e 6) Cabrio Top® (4g/L, Metiran + Piraclostrobina).
Thesagro: Tomate
Mancha-bacteriana
Controle químico
Agrotoxico
Solanum lycopersicum
Ano de Publicação: 2012
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
0014MAbCQinvitro.pdf116,69 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace