Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1038014
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 22-Fev-2016
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: MELO, R. F. de
DIAS, L. E.
ASSIS, I. R. de
Informaçães Adicionais: ROSELI FREIRE DE MELO, CPATSA; LUIS EDUARDO DIAS, Professor da Universidade Federal de Viçosa; IGOR RODRIGUES DE ASSIS, Professor da Universidade Federal de Viçosa.
Título: Potencial de espécies de leguminosas para recuperação de solo contaminado por arsênio.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, v. 8, n. 3, p. 938-949, 2015.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Fitorremediação
Arsenato
Canavalia ensiformes
Stilozobium aterrinum
Solo contaminado.
Conteúdo: O presente estudo objetivou avaliar o potencial de mucuna preta, feijão de porco e crotalária atuarem como espécies fitorremediadoras de solos contaminados por arsênio. Amostras de um Latossolo Vermelho Amarelo foram incubadas com diferentes doses de arsenato (0; 50; 100 e 200 mg dm-3) e semeadas as três espécies. Aos 65 dias após a semeadura as plantas foram avaliadas quanto à altura, diâmetro e massa seca da parte aérea e de raízes. Teores e conteúdos de arsênio (As) foram determinados nas folhas jovens, intermediárias e basais, caule e raízes, estabelecendo-se o índice de translocação (IT) do elemento entre o sistema radicular e a parte aérea das plantas. Por meio de análises de regressão foram estimados os teores críticos (TC) de As disponível no solo que proporcionaram redução de 50% na produção de biomassa das plantas. As espécies avaliadas mostraram comportamento diferenciado quanto à tolerância ao As, com destaque para mucuna preta que não manifestou sintomas morfológicos visuais de toxidez, como lesões nas folhas, e apresentou valores de TC significativamente superiores aos observados para as demais espécies. A crotalária apresentou maior capacidade de absorção e translocação de As para a parte aérea, mostrando maior potencial para programas de fitorremediação. Os elevados conteúdos de As nas raízes de feijão de porco e mucuna preta, e na parte aérea da crotalária sugerem a atuação de mecanismos diferenciados de acumulação e de translocação do metaloide nos tecidos da parte aérea das espécies avaliadas
Thesagro: Solo
Mucuna preta
Feijão de porco
Crotalária
NAL Thesaurus: Soil
Crotalaria spectabilis.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
rOSELI2015.pdf412,14 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace