Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1038052
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Gestão Territorial - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 22-Fev-2016
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: PESSOA, M. C. P. Y.
SA, L. A. N. de
MINGOTI, R.
HOLLER, W. A.
PRADO, J. S. M.
SPADOTTO, C. A.
Informaçães Adicionais: MARIA CONCEICAO PERES YOUNG PESSOA, CNPMA; LUIZ ALEXANDRE NOGUEIRA DE SA, CNPMA; RAFAEL MINGOTI, SGTE; WILSON ANDERSON HOLLER, SGTE; JEANNE SCARDINI MARINHO PRADO, CNPMA; CLAUDIO APARECIDO SPADOTTO, SGTE.
Título: Potencial migração de Helicoverpa armigera (Lepidoptera: Noctuidae) para áreas produtoras de cultivos hospedeiros do Estado de São Paulo.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: Águas de Lindóia: Unesp, 2015. p. 242-246.
Páginas: p. 242-246
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Sistema de Informações Geográficas (SIG)
Fitossanidade.
Conteúdo: A praga exótica polífaga Helicoverpa armigera (Hübner, 1808) (Lepidoptera: Noctuidae) foi detectado no Brasil em 2013 em lavouras de algodão, milho e soja, localizados nas regiões nordeste e centro-oeste. A rápida dispersão do inseto pode ser constatada, posteriormente, pelos danos causados a cultivos diferenciados em diferentes estados brasileiros, principalmente em áreas de presença do Bioma Cerrado. As características físicas de H. armigera favorecem sua grande capacidade de vôo (100-1000m), elevando seu potencial para dispersão por vôos migratórios das áreas já atacadas. Massas de ar brasileiras devem ser consideradas por potencialmente facilitar a atividade migratória do inseto a longas distâncias, para áreas de maior concentração de seus cultivos hospedeiros preferenciais. Este trabalho avaliou o potencial de migração de H. armigera para áreas produtoras de cultivos hospedeiros do estado de São Paulo, considerando seus municípios produtores de algodão, soja, milho, tomate, feijão, café e laranja, bem como as principais massas de ar brasileiras, as áreas com cultivos de eucalipto e pinus (potenciais barreiras físicas) e a localização do Bioma Cerrado paulista. Informações das áreas produtoras disponibilizadas para 2012 pelo IBGE foram utilizadas, assim como realizado o cruzamento de informações em ArcGis 10.3. Um mapa identificando áreas de maior potencial de infestação/reinfestações de H. armigera no estado de São Paulo é apresentado como resultado, para orientar monitoramentos e estratégias de MIP locais.
Thesagro: Praga Exótica.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (SGTE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CONBRAF2015PotencialMigracao.pdf4,5 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace