Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1040582
Title: Levantamento fitossociológico de plantas daninhas em diferentes espaçamentos em duas variedades de girassol.
Authors: PASSADOR, A. L.
NUNES, C. de P.
MESNEROVICZ, K. K.
TAKESHITA, V.
IKEDA, F. S.
GUIMARÃES, A. C. D.
Affiliation: AILTON LUIZ PASSADOR, UNEMAT; CRISTIAN DE PAULA NUNES, UNEMAT; KÁTIA KAROLINI MESNEROVICZ, UNEMAT; VANESSA TAKESHITA, UNEMAT; FERNANDA SATIE IKEDA, CPAMT; ANA CAROLINA DIAS GUIMARÃES, UNEMAT.
Date Issued: 2015
Citation: In: SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE PLANTAS DANINHAS EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO TROPICAL, 1.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL AMAZÔNICO SOBRE PLANTAS DANINHAS, 4., 2015, Sinop. Anais... Sinop: Embrapa Agrossilvipastoril, 2015.
Description: Os objetivos deste trabalho foram avaliar, identificar e quantificar as plantas daninhas presentes ao longo das fases de desenvolvimento para duas cultivares de girassol (Helianthus annuus L.) por meio de levantamento fitossociológico. O experimento foi realizado no município de Alta Floresta-MT, nas dependências da fazenda Maringá (9o50'18.74"S e 56o13'33.89"W) em solo classificado como Latossolo Vermelho com textura médio-argilosa entre os meses de março a junho de 2015. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados em esquema fatorial 2 x 2, sendo duas cultivares de girassol (H250 e T866) submetidas a dois espaçamentos diferentes (0,50 m e 0,70 m) com três repetições. A identificação e a quantificação das plantas daninhas foram realizadas pelo método de quadrado inventário, que se baseia em um quadrado vazado de 0,5 m x 0,5 m arremessado duas vezes ao acaso no meio de cada parcela em duas épocas distintas, uma no desenvolvimento inicial da cultura, aos 26 dias após a semeadura (DAS), e a outra na pré-colheita do girassol (109 DAS), em que todas as plantas daninhas foram coletadas ao nível do solo e separadas por espécie, contadas e, posteriormente, levadas à estufa com circulação forçada de ar a 65° C por três dias para obtenção do peso da matéria seca. A partir da identificação das espécies, foram determinados os parâmetros fitossociológicos [frequência relativa (FR), densidade relativa (DR), dominância relativa (DoR)] para cálculo do índice de valor de importância (IVI = FR + DR + DoR) e o número total de indivíduos. A família Poaceae teve destaque com maior número de espécies e de indivíduos sendo Digitaria ciliaris (Rentz.)e Eleusine indica (Gaertn.) com maior índice de valor de importância devido a sua frequência e dominância em relação às demais, seguida das famílias Cyperaceae e Rubiaceae. Na primeira avaliação para a cultivar H250, o número total de indivíduos foi menor no espaçamento de 0,50 m do que a 0,70 m, ao contrário do que ocorreu na cultivar T866, em que o número de indivíduos foi maior no espaçamento de 0,70 m do que a 0,50 m. Para a avaliação de pré-colheita as duas cultivares apresentaram maior número de indivíduos no espaçamento de 0,70 m, sendo as espécies de maior incidência D. ciliaris (Rentz.), E. indica (Gaertn.) e Cyperus polystachyos (Rottb.). Conclui-se que o número de espécies e de indivíduos altera-se conforme o desenvolvimento da cultura e que espaçamentos maiores proporcionam maior ocorrência de plantas daninhas.
Thesagro: Helianthus annuus
Keywords: Fitossociologia
Type of Material: Resumo em anais e proceedings
Access: openAccess
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPAMT)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015cpamtikedaplantadaninhafitossociologicogirassol.pdf414,89 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace