Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1055221
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2016
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: RODRIGUES, J. D. B.
BASTOS, A. J. R.
TEIXEIRA, A. L.
FERNANDES, J. R. Q.
ALVES, R. M.
Additional Information: Jardel Diego Barbosa Rodrigues, MESTRANDO UNESP; Abel Jamir Ribeiro Bastos, GRADUAÇÃO UFRA; Amanda Lobato Teixeira, GRADUANDA UFRA; José Raimundo Quadros Fernandes, GRADUANDO UFRA; RAFAEL MOYSES ALVES, CPATU.
Title: Avaliação do desenvolvimento vegetativo inicial de progênies de Theobroma grandiflorum no estado do Pará.
Publisher: In: ENCONTRO AMAZÔNICO DE AGRÁRIAS, 8., 2016, Belém, PA. Anais... Belém, PA: [s.n.], 2016.
Pages: p. 21-26.
Language: pt_BR
Notes: Livro VII - Melhoramento genético.
Keywords: Cupuaçuzeiro
Frutífera nativa
Mudas
Variáveis de crescimento
Description: Objetivou-se avaliar o desenvolvimento inicial de 16 progênies de meios-irmãos de cupuaçuzeiro em casa de vegetação. O experimento foi instalado na Embrapa Amazônia Oriental, Belém-PA, no período de março a setembro de 2015. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado com quatro repetições e uma planta por unidade amostral. Foram analisadas as variáveis altura da parte aérea, diâmetro do coleto, contagem do número de folhas e estimativa da área foliar total. Para a variável altura, a progênie que mais se destacou foi a 47, porém, sua média não diferiu estatisticamente de outras 11 progênies. Com referência ao diâmetro, as progênies 64 e 1074 obtiveram as menores médias do ensaio, sendo que, as outras 14 tiveram comportamento semelhante. Quanto a variável número de folha, só é possível observar diferença estatística entre a progênie 42 (9,93 folhas) e a 63 (7,53 folhas). Para área foliar total, a progênie com maior destaque foi a 47, que foi superior às progênies 63, 64 e 1074, mas semelhante estatisticamente às outras 12 progênies. A progênie 47 apresentou, em média, 77,92% a mais de AFT quando comparado com a progênie 64. Os materiais 63, 64 e 1074 foram os menos vigorosos. O padrão de desenvolvimento da progênie 47 indica boa potencialidade para seleção final. As progênies obtiveram, aos seis meses, os padrões fitotécnicos recomendados pelo MAPA para uma muda apta ao plantio, com dois meses de antecedência ao tempo normal.
Data Created: 2016-10-21
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ennag2016p21.pdf340,36 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace