Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/105720
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 12-Set-2001
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: CAMPOS FILHO, O.R.
SILVA, I. de F.
ANDRADE, A.P.de
LEPRUN, J.C.
Título: Erosividade da Chuva e Erodibilidade do Solo no Agreste de Pernambuco.
Edição: 1992
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.27, n.9, p.1363-1370, set.1992
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Metodo nomografico
indice de erosao
Conteúdo: Com o objetivo de avaliar alguns fatores da equacao universal de perdas do solo, para o Agreste de Pernambuco, foram determinadas a erosividade da chuva, metodo de Wischmeier & Smith (1958), usando-se diferentes parametros; e a erodibilidade de um solo Podzolico Vermelho-Amarelo Orto, pelos metodos direto com chuva natural e nomografico. Constatou-se que o melhor parametro usado para avaliacao da erosividade da chuva foi o EI30', onde o fator R, para os dez anos estudados, foi de 3551 MJ.mm.ha-1.h-1. Para as condicoes de Gloria de Goita, o valor do fator K (0,013 t.ha.h.ha-1.MJ-1.mm-1), determinado pelo metodo nomografico, foi praticamente semelhante ao determinado pelo metodo direto com chuva natural, cujo valor e de 0,014 t.ha.h.ha-1.MJ-1.mm-1.
Ano de Publicação: 1992
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
pab15set92.pdf282,44 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace