Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1059188
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agrossilvipastoril - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 22-Dez-2016
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SILVEIRA, A. F.
WANDSCHEER, R. B.
BEHLING, M.
ISERNHAGEN, I.
Informaçães Adicionais: ALINE FERREIRA SILVEIRA, UFMT-SINOP; ROSANE BETINA WANDSCHEER, UFMT-SINOP; MAUREL BEHLING, CPAMT; INGO ISERNHAGEN, CPAMT.
Título: Estrutura da vegetação em experimento de recomposição da reserva legal na transição cerrado-amazônia via plantio de mudas.
Edição: 2016
Fonte/Imprenta: In: SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE RESTAURAÇÃO FLORESTAL, 3., 2016, Viçosa, MG. [Anais]. Viçosa, MG: UFV, 2016.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Adequação Ambiental
Especie nativa
Especie frutifera
Especie madeireira
Restauracao florestal
Conteúdo: Embora a figura da Reserva Legal (RL) esteja presente na legislação brasileira desde o início do século XX, a presença dessas áreas no cenário rural sofre resistência, especialmente devido à falta da cultura de manejo da vegetação nativa. A recomposição dessas áreas também é problemática, especialmente em regiões sem conhecimento adequado da ecologia e silvicultura de espécies nativas. O presente trabalho, desenvolvido no Mato Grosso, faz parte de um projeto maior que tem por objetivo testar diferentes técnicas de recomposição de RL na região de transição Cerrado-Amazônia. Foram utilizadas 16 espécies nativas inseridas em consórcios de mudas em quatro arranjos: consórcio de nativas com eucaliptos (T1), consórcio de nativas com seringueiras (T2) e dois consórcios somente com espécies nativas (T3 e T7), sendo que em T1, T2 e T3 houve ações de desramas para condução de crescimento. As taxas de sobrevivência aos 42 meses foram de cerca de 70%, sem diferenças entre os tratamentos. O T1, devido à presença dos eucaliptos, destacou-se nas médias de altura (9,85m), DAP (3,32cm) e área basal (4,69m²/ha). Ao longo dos próximos anos será dada continuidade aos monitoramentos da estrutura e dinâmica da vegetação, bem como à análise econômica dos consórcios.
Thesagro: Silvicultura
Ano de Publicação: 2016
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPAMT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016cpamtisernhagenestruturacaorecomposicaoreservalegal.pdf629,33 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace