Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1060085
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amapá - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2016
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: CRUZ, K. R. da
JESUS-BARROS, C. R. de
CARVALHO, J. P.
CARDOSO, E. K. de A.
BARIANI, A.
ADAIME, R.
Additional Information: KENNEDY RODRIGUES DA CRUZ, FAMA; CRISTIANE RAMOS DE JESUS-BARROS, CPAF-AP; JOSIELSON PANTOJA CARVALHO, FAMA; EDIRLON KLERVETON DE AZEVEDO CARDOSO, FAMA; ADRIANA BARIANI, CPAF-AP; RICARDO ADAIME DA SILVA, CPAF-AP.
Title: Arborização urbana de Macapá: influência nas populações de Bactrocera carambolae (Diptera: Tephritidae).
Publisher: In: JORNADA CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAPÁ, 2., 2016, Macapá. Resumos... Macapá: Embrapa Amapá, 2016.
Pages: p. 26.
Language: pt_BR
Keywords: Mosca-da-carambola.
Description: A arborização urbana de Macapá é composta por frutos hospedeiros de Bactrocera carambolae Drew & Hancock como a manga Mangifera indica L. (Anacardiaceae) e o jambo Syzygium malaccense (L.) Merr & L.M. Perry, (Myrtaceae). Entretanto, não há informações sobre a infestação de B. carambolae em mangas sem cultivar definida, utilizadas na arborização da cidade. Esse trabalho teve como objetivo determinar a flutuação populacional de B. carambolae em área arborizada no centro de Macapá. No dia 12 de março de 2015 foram instaladas dez armadilhas McPhail, com o atrativo alimentar Torula, dispostas com distância de 20 m entre elas. Assim, uma armadilha foi instalada em jambeiro, oito em mangueiras e uma em pitombeira Talisia esculenta (A. St.-Hil.) Radlk (Sapindaceae). Quinzenalmente, as armadilhas foram vistoriadas, sendo as moscas capturadas armazenadas em frascos contendo etanol a 70%, e o atrativo alimentar foi substituído. Em laboratório, foi feita a triagem e a contagem do número de adultos de B. carambolae por sexo. As amostragens foram realizadas de 27 de março de 2015 a 26 de maio de 2016, em que foram capturados 126 espécimes de B. carambolae (92 fêmeas e 34 machos). O maior número de indivíduos foi registrado em 28 de abril de 2015, com um total de 32 fêmeas capturadas. Em seguida, houve acentuado declínio no número de capturas, alcançando até três indivíduos em cada coleta em agosto, setembro e outubro de 2015. Já em 28 de março de 2016, observou-se um pequeno aumento no número de capturas (7 indivíduos). Na análise de capturas por armadilha, observou-se que as instaladas em mangueiras, capturaram poucos indivíduos, variando de 0 a 9; em jambeiro apenas 1 espécime de B. carambolae foi capturado e em pitombeira 98 indivíduos. Assim, as mangueiras ?comuns? utilizadas na arborização da cidade parecem não apresentar papel relevante na manutenção das populações de B. carambolae. Entretanto, a pitombeira precisa ser avaliada a partir da coleta de frutos quanto à infestação pela mosca-da-carambola.
Thesagro: Manga
Flutuação populacional
Praga de planta.
Data Created: 2017-01-06
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPAF-AP)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CPAFAP2016ArborizacaourbanadeMacapa.pdf97,03 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace