Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/106181
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 7-Fev-2002
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: BELLAVER, C.
FIALHO, E. T.
FÁVERIM H, A, m AHAKAM K, C, SEVERINO NETO, J.
Título: Níveis de Ractopamina na Dieta e Efeitos sobre o Desempenho e Características de Carcaça de Suínos em Terminação.
Edição: 1991
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, V.26, n.10, p.1795-1802, out. 1991
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: beta-adrenégericos sinérgicos
agentes repartidores
Conteúdo: Foram testados 0, 10 e 20 ppm de Ractopamina (RAC) em dietas com 16% de proteína bruta (PB) (tratamentos (T) 1, 2 e 3, respectivamente). 0 quarto tratamento (T4) foi similar ao terceiro, porém com 13% de PB. As dietas foram baseadas em milho/farelo de soja. Não houve diferença significativa no consumo de ração entre os quatro tratamentos (P > 0,05). T2 apresentou maior ganho médio diário do que T4 e melhor conversão alimentar (CA) do que TI (P<0,05). A diminuição da PB (T3 vs. T4) piorou significativamente a CA (P<0,05). Verificou-se que o T2 (16% PB, 10 ppm RAC) propiciou uma significativa redução (P<0,05) no peso da gordura no pernil, e nas espessuras de toucinho medidas na 10~ costela e P2 em relação ao TI. Não houve qualquer outro efeito nestas variáveis com o uso de 20 ppm de RAC (T3). Concluiu-se que há melhoria no desempenho e características de carcaça dos suínos alimentados com 10 pprn de RAC e 16% PB.
Ano de Publicação: 1991
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
pab28out91.pdf513,53 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace