Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1064129
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2016
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: DIAS, R. P.
PINHEIRO, R. R.
ANDRIOLI, A.
FARIAS, A. C.
SOUSA, A. L. M.
AZEVEDO, D. A. A.
ARAÚJO, J. F.
AGUIAR, T. D. F.
TEIXEIRA, M. F. S.
Additional Information: Pós-graduação - Universidade Estadual do Ceará (UECe) - Fortaleza, CE, Brasil
ALICE ANDRIOLI, CNPC
RAYMUNDO RIZALDO PINHEIRO, CNPC
Faculdades Integradas do Tapajós - Santarém, PA, Brasil.
Title: Wharton's jelly cells from sheep umbilical cord maintained with different culture media are permissive to in vitro infection by Small Ruminant Lentiviruses.
Publisher: Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 68, n. 5, p. 1292-1300, Sept./Oct. 2016.
Language: en
Notes: [ALICE ANDRIOLI PINHEIRO].
Keywords: CAEV-Cork
MVV-K1514
Permissividade
Infecção in vitro
Permissiveness
In vitro infection
Description: Abstract: This study aimed to isolate cells from the Wharton's jelly of umbilical cord (WJUC) of sheep collected during natural parturition using different culture media, in addition to reporting for the first time the permissiveness of these cells to in vitro infection by small ruminant lentiviruses. Ten umbilical cords were collected from healthy sheep. Each cord explants were grown in different media consisting of MEM, low glucose DMEM, M199, and RPMI-1640. The permissiveness of infection of sheep cells from WJUC was tested with CAEV-Cork and MVV-K1514 strains, inoculating 0.1 MOI of each viral strain. Four supernatants from each strain were obtained from WJUC sheep cell cultures infected in different media. The results demonstrated the presence of cytopathic effect after the in vitro infection by CAEV-Cork and MVV-K1514 with all of the tested culture media. Nested-PCR detected proviral DNA in all supernatants. Supernatants containing CAEV-Cork viruses had TCID50/ml titres of 105.5 in MEM, 104.0 in low glucose DMEM, 105.0 in M199, and 105.7 in RPMI-1640. Supernatants containing the MVV-K1514 virus had TCID50/ml titres of 104.3 in MEM, 103.5 in low-glucose DMEM, 104.7 in M199, and 103.5 in RPMI-1640. Sheep cells from WJUC are permissive to in vitro infection by small ruminant lentivirus. [Células da geleia de Wharton do cordão umbilical ovino mantidas em diferentes meios de cultivo são permissivas à infecção in vitro por lentivírus de pequenos ruminantes]. Resumo: O objetivo deste estudo foi isolar células da geleia de Wharton do cordão umbilical (GWCU) ovino coletado por ocasião do parto natural, utilizando-se diferentes meios de cultivo, além de relatar, pela primeira vez, sua permissividade à infecção in vitro por lentivírus de pequenos ruminantes (LVPRs). Dez cordões umbilicais foram coletados de ovelhas hígidas e soronegativas para LVPRs pelo teste de imunodifusão em gel de agarose (IDGA). De cada cordão, explantes foram cultivados em quatro meios distintos que consistiram em MEM, DMEM baixa glicose, meio 199 e RPMI-1640, todos acrescidos de 10% de soro fetal bovino em estufa com atmosfera úmida e 5% de CO2 a 37ºC. A permissividade de infecção das células GWCU ovino foi testada frente às cepas CAEV-Cork e MVV-K1514, inoculando-se 0,1 MOI de cada cepa viral e corando as monocamadas com May Grunwald Giemsa para visualização do efeito citopático. Foram obtidos quatro sobrenadantes CAEV-Cork e quatro MVV-K1514, provenientes do cultivo de células GWCU ovino infectadas por 21 dias em meios distintos, dos quais foram realizadas titulação em membrana sinovial caprina e extração do DNA pró-viral para realização de nested-PCR e eletroforese em gel de agarose a 2%. Os resultados demonstraram a presença de efeito citopático na infecção in vitro tanto por CAEV-Cork como por MVV-K1514 em todos os meios de cultivo, sendo visualizados sincícios e lise celular em microscópio invertido. A nested-PCR detectou o DNA pró-viral tanto do CAEV-Cork como do MVV-K1514 em todos os sobrenadantes. Os sobrenadantes contendo o vírus CAEV-Cork apresentaram títulos em TCID50/mL de 105,5 em MEM, 104,0 em DMEM baixa glicose, 105,0 em meio 199 e 105,7 em RPMI-1640. Os sobrenadantes contendo o vírus MVV-K1514 apresentaram título em TCID50/mL de 104,3 em MEM, 103,5 em DMEM baixa glicose, 104,7 em meio 199 e 103,5 em RPMI-1640. Células GWCU ovino são permissivas à infecção in vitro pelos lentivírus de pequenos ruminantes CAEV-Cork e MVV-K1514.
Thesagro: Caprino
Data Created: 2017-02-14
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CNPC2016Whartons.pdf1,13 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace