Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1074140
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agrobiologia - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 17-Ago-2017
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: FREIRE, J. M.
JESUS, E. da C.
ROUWS, J. R. C.
FARIA, S. M. de
ZILLI, J. E.
Informaçães Adicionais: Juliana Muller Freire, CNPAB; EDERSON DA CONCEICAO JESUS, CNPAB; JANAINA RIBEIRO COSTA ROUWS, CNPAB; SERGIO MIANA DE FARIA, CNPAB; JERRI EDSON ZILLI, CPAF-RR.
Título: Efeito do substrato sobre o crescimento de mudas de Mimosa bimucronata inoculadas com estirpes de rizóbio
Fonte/Imprenta: Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, v. 37, n. 90, p. 131-138, abr./jun. 2017.
Idioma: pt_BR
Notas: Effect of different substrates on growth of Mimosa bimucronata seedlings inoculate with rhizobium.
Palavras-chave: Rizobactéria
Fixação de nitrogênio
Leguminosas arbóreas
Conteúdo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta de mudas de Mimosa bimucronata (DC) O. Kuntze à inoculação com estirpes de rizóbio previamente selecionadas, utilizando diferentes substratos em condições de viveiro. Utilizou-se o delineamento experimental em blocos ao acaso com parcelas subdivididas, testando-se três substratos (organomineral puro contendo barro, areia e esterco na proporção 1:1:1 v:v:v, organomineral misturado com 30% de palha e areia com vermiculita na proporção 1:1 v:v) e quatro fontes de N (inoculação com as estirpes BR 3461 e BR 3470, tratamento controle com nitrogênio e controle sem adubação), totalizando 12 tratamentos. Foram avaliados altura e diâmetro do colo após 90 dias e massas da parte aérea, das raízes e dos nódulos secos após 120 dias em viveiro. Os substratos organominerais permitiram o melhor desenvolvimento das mudas. Entretanto, somente o substrato organomineral com palha e a areia com vermiculita permitiram resposta da planta à inoculação com a estirpe BR3470. O desempenho das mudas inoculadas não superou o das mudas adubadas com N. A dose de N aplicada estimulou a nodulação ao invés de inibi-la.
Ano de Publicação: 2017
ISSN: 1983-2605 (online)
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPAB)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JulianamullerEfeitodosubstratosobreocrescimentodemudasdeMimosabimucronata.pdf923,48 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace