Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1093194
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Suínos e Aves - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2018
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: MONTEIRO, A. N. T. R.
OLIVEIRA, P. A. V. de
BERTOL, T. M.
KESSLER, A. de M.
COLDEBELLA, A.
DOURMAD, J-Y.
Additional Information: ALESSANDRA NARDINA TRÍCIA RIGO MONTEIRO, INRA/França; PAULO ARMANDO VICTORIA DE OLIVEIRA, CNPSA; TERESINHA MARISA BERTOL, CNPSA; ALEXANDRE DE MELLO KESSLER, UFRGS; ARLEI COLDEBELLA, CNPSA; JEAN-YVES DOURMAD, INRA/França.
Title: Influence de la réduction de lapport en nutriments sur les performances et les impacts environnementaux de lengraissement des porcs au Brésil.
Publisher: Journées de la Recherche Porcine en France, Paris, v. 50, p. 25-30, 2018.
Language: fr
Keywords: Qualidade da carne
Description: Abstract: Sustainable low-carbon pork production is a priority in most pig meat producing countries. In Brazil the feed supplied to the animals is rich in nutrients and their reduction remains questioned. The objective of this study was to evaluate the effect of reducing dietary nutrient content for fattening pigs on their performance and environmental impact. The study addressed the growing-finishing phase of pig production including feed production, animal housing and manure management. Forty gilts and 40 barrows were distributed in a randomized block design with two treatments and 10 replicates per treatment. The treatments consisted in two feeding strategies with in four feeding phases in each. In the standard (ST) strategy, feed was formulated with standard Brazilian recommendations. In the low nutrient (LN) strategy, requirements were adjusted by using the InraPorc® model. Performance and excretion data were used to calculate, through life cycle assessment (LCA), the carbon emissions and the potentials of acidification and eutrophication. The functional unit was the kg of body weight gain (BWG). Both feeding strategies led to similar growth performance, with ADG of 919 g/d and FCR of 2.68 kg/kg. Carcass and meat quality were also not affected by treatments. Carbon footprint was reduced in the LN strategy in comparison with ST (2.57 versus 2.67 kg CO2-eq./kg BWG). Similar effects were observed for acidification (57.2 versus 62.3 g SO2-eq./kg BWG) and eutrophication (17.2 versus 19.0 g PO4-eq./kg BWG). Results suggest that nutritional adjustment based on prediction models is a valuable alternative to standard formulation in Brazil, which allows to improve economic results and to reduce environmental burdens without affecting technical performance. Resumo: A produção sustentável de carne suína de baixo carbono é uma prioridade na maioria dos países produtores de carne de suíno. No Brasil, a alimentação fornecida aos animais é rica em nutrientes e sua redução permanece questionada. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da redução do teor de nutrientes na dieta de suínos de engorda em seu desempenho e impacto ambiental. O estudo abordou a fase de crescimento e terminação da produção de suínos, incluindo a produção de rações, alojamento de animais e manejo de dejetos. Quarenta leitoas e 40 machos foram distribuídos em delineamento de blocos casualizados com dois tratamentos e dez repetições por tratamento. Os tratamentos consistiram em duas estratégias de alimentação com quatro fases de alimentação em cada. Na estratégia padrão (ST), o alimento foi formulado com recomendações brasileiras padrão. Na estratégia de baixo nutriente (LN), os requisitos foram ajustados usando o modelo InraPorc®. Os dados de desempenho e excreção foram utilizados para calcular, através da avaliação do ciclo de vida (ACV), as emissões de carbono e os potenciais de acidificação e eutrofização. A unidade funcional foi o kg de ganho de peso corporal (GP). Ambas as estratégias de alimentação levaram a um desempenho de crescimento semelhante, com um GMD de 919 g / dia e FCR de 2,68 kg / kg. A qualidade da carcaça e da carne também não foi afetada pelos tratamentos. A pegada de carbono foi reduzida na estratégia do LN em comparação com o ST (2,57 versus 2,67 kg CO2eq./kg BWG). Efeitos semelhantes foram observados para a acidificação (57,2 versus 62,3 g SO2-eq / kg de peso corporal) e eutrofização (17,2 versus 19,0 g PO4- eq / kg de peso corporal). Os resultados sugerem que o ajuste nutricional baseado em modelos de previsão é uma alternativa valiosa para a formulação padrão no Brasil, o que permite melhorar os resultados econômicos e reduzir a carga ambiental sem afetar o desempenho técnico.
Thesagro: Produção Animal
Economia da Produção
Dieta
Nutriente
Impacto Ambiental
Crescimento
Data Created: 2018-07-11
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
final8863.pdf557,46 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace