Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1104026
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Agrossilvipastoril - Capítulo em livro científico (ALICE)
Date Issued: 2019
Type of Material: Capítulo em livro científico (ALICE)
Authors: BEHLING, M.
FERREIRA, A.
FARIAS, J. B.
CAMARGO, D.
PEREIRA, M. C.
SILVEIRA, J. G. da
TSUKAMOTO FILHO, A. de A. de
BRANDANI, C. B.
GONÇALVES, J. L. de M.
BOUILLET, J.-P. D.
LACLAU, J.-P.
RODRIGUES, R. de A. R.
MATOS, E. da S.
Additional Information: MAUREL BEHLING, CPAMT; ANDERSON FERREIRA, CPAMT; JAQUELINE BENTO FARIAS, UFMT; DIEGO CAMARGO, UFMT; MURILO CAMPOS PEREIRA, UFMT; JÚLIA GRAZIELA DA SILVEIRA, UFMT; ANTONIO DE ARRUDA DE TSUKAMOTO FILHO, UFMT; CAROLINA BRAGA BRANDANI, USP-ESALQ; JOSÉ LEONARDO DE MORAES GONÇALVES, USP-ESALQ; JEAN-PIERRE DANIEL BOUILLET, CIRAD; JEAN-PAUL LACLAU, CIRAD; RENATO DE ARAGAO RIBEIRO RODRIGUES, CNPS; EDUARDO DA SILVA MATOS, SIRE.
Title: Plantio misto de eucalipto e acácia em área de transição entre os biomas Cerrado e Floresta Amazônica.
Publisher: In: FARIAS NETO, A. L. de; NASCIMENTO, A. F. do; ROSSONI, A. L.; MAGALHÃES, C. A. de S.; ITUASSU, D. R.; HOOGERHEIDE, E. S. S.; IKEDA, F. S.; FERNANDES JUNIOR, F.; FARIA, G. R.; ISERNHAGEN, I.; VENDRUSCULO, L. G.; MORALES, M. M.; MONTEIRO, R. A. C. (Ed.). Embrapa Agrossilvipastoril: primeiras contribuições para o desenvolvimento de uma agropecuária sustentável. Brasília, DF: Embrapa, 2019. pt. 6, cap. 9, p. 427-435.
Language: pt_BR
Keywords: Plantio misto
Bioma cerrado
Bioma da floresta amazonica
Mato Grosso
Sinop-MT
Description: As plantações florestais estão em constante crescimento, sendo que hoje o cultivo de eucalipto ocupa uma área em torno de sete milhões de hectares no mundo, dos quais mais da metade está plantada no Brasil (FAO, 2012). Nesse contexto, o estado de Mato Grosso possui grande potencial para o reflorestamento de eucalipto e para reduzir a pressão sobre suas florestas nativas. A floresta plantada, principalmente eucalipto, destaca-se como alternativa na geração de produtos madeiráveis, como lenha, carvão vegetal, madeiras tratadas (postes, mourões, estacas, dentre outros), painéis de madeira e também não madeireiros, como essências oleaginosas e mel. No entanto, o aumento sustentável da produção por área e por unidade de árvore manejada no povoamento é claramente necessário para enfrentar a demanda de mercado em médio e longo prazos. Apesar do potencial que possui, nas propriedades rurais de Mato Grosso o plantio de árvores geralmente é deixado em segundo plano, para não ocupar áreas destinadas à agricultura ou pecuária e, quando são plantadas, ocupam áreas menos nobres, como aquelas com fertilidade baixa ou que apresentam algum impedimento à mecanização. Nessas áreas, a deficiência nutricional, sobretudo de nitrogênio (N) e fósforo (P), é um dos principais fatores limitantes ao crescimento das árvores (FAO, 1998). Também deve ser considerado que as curtas rotações realizadas em plantações comerciais de eucalipto promovem a exportação de grandes quantidades de nutrientes, em particular de N. As perdas pelo solo ao longo das rotações devem ser compensadas para manter a fertilidade em longo prazo (Gonçalves et al., 2008). A reposição do N exportado com a colheita da biomassa por meio da fertilização mineral é onerosa, o que pode inviabilizá-la, podendo comprometer futuras rotações das plantações (Laclau et al., 2005).
Thesagro: Eucalipto
Acácia
Cerrado
Data Created: 2019-01-14
Appears in Collections:Capítulo em livro científico (CPAMT)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace