Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1131474
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2021
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: MAESTRI, M. P.
RUSCHEL, A. R.
PORRO, R.
AQUINO, M. G. C. de
MILÉO, R. C.
Additional Information: MAYRA PILONI MAESTRI, UFRA; ADEMIR ROBERTO RUSCHEL, CPATU; ROBERTO PORRO, CPATU; MARINA GABRIELA CARDOSO DE AQUINO, UDESC; RAFAEL COSTA MILÉO, UFRA.
Title: Manejo florestal comunitário do Projeto de Desenvolvimento Sustentável Virola Jatobá: cenários para a exploração de Vouacapoua americana Aublet.
Publisher: Biodiversidade Brasileira, v.11, n.1, p. 1-17, 2021.
Language: Portugues
Keywords: Vouacapoua americana Aublet
Manejo florestal
Potencial econômico
Espécie protegida
Description: O manejo florestal comunitário, se norteado por meio de bases sustentáveis, pode garantir a conservação da Vouacapoua americana Aublet, vulgarmente chamada de ?acapu?, aliado ao ganho econômico para comunidades tradicionais da Amazônia. Esse trabalho teve por objetivo analisar cenários para o manejo da espécie no Projeto de Desenvolvimento Sustentável Virola-Jatobá, município de Anapu. A população acessada de acapu representou 18,6% das árvores da floresta, média de cinco árvores/ha e estimativa de volume de 8,4m³/ha. A espécie apresentou padrão de distribuição espacial agrupada, curva de distribuição diamétrica em formato de ?J-invertido?, conferindo boas características ecológicas de estabilidade populacional e, aproximadamente, 90% dos fustes com qualidade para o manejo. Resultados ecológicos e econômicos de cenários distintos de manejo foram analisados, utilizando duas intensidades de exploração e três modalidades de comercialização. As intensidades de exploração foram: baixa (2,6m³/ha), condicionada à manutenção da distribuição diamétrica balanceada (aplicando método quociente ?q? de Liocourt); e máxima legalmente permitida (6,2m³/ha), que ocasionou desbalanceamento da distribuição dos indivíduos nas classes diamétricas, além de drástica redução populacional. A comercialização em estacas lapidadas, utilizando mão de obra local, foi mais rentável; enquanto a venda de toras foi inviável economicamente. A proposição de um sistema menos complexo com o manejo do acapu pode garantir benefícios socioeconômicos sustentáveis, especialmente para os comunitários da região. Sugere-se que o manejo comunitário do acapu seja considerado nas políticas de fomento e na tomada de decisão sobre a gestão de recursos florestais em áreas onde sua ocorrência seja ampla.
Thesagro: Acapu
Data Created: 2021-04-22
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1494-Texto-do-Artigo-9200-1-10-20210409-1.pdf3,65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace